quinta-feira, 28 de maio de 2015

Lá estarei ao seu lado.

Faz algum tempo, Deus me chamou.
Passei a fazer parte de seus anjos.
Anjos que inverteram a ordem natural da vida.
Anjos que deixaram suas mães com o coração despedaçado.
Mas não fique triste mãe, não chore.
A luz que ilumina seu caminho estará sempre dirigida por mim.
Onde quer que você vá. Lá estarei ao seu lado
Nas noites de lua, ou nos dias chuvosos.
Serei sempre uma brisa a tocar seu rosto.
Ass: Letícia Karina

quarta-feira, 27 de maio de 2015

terça-feira, 26 de maio de 2015

Saudade...

Letícia
Tenho saudades do que vivi contigo... 
Saudades de um tempo que não volta mais...
De momentos que no passado vão ficar....
Saudade, da saudade que você deixou...

Te amo!

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Tanto faz...

Letícia depois que você partiu, tanto faz... Tanto faz se está chovendo ou se faz sol. Tanto faz o caminho, as pessoas e o que sobrou de mim... 
Te amo minha bebezinha!

domingo, 24 de maio de 2015

Só enquanto eu respirar...


Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete, a cena se inverte
Enchendo a minha alma daquilo que outrora eu
Deixei de acreditar
Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar
Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia, o verbo, a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só
Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar

Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete, a cena se inverte
Enchendo a minha alma d'aquilo que outrora eu
Deixei de acreditar
Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar
Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia, o verbo, a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim

E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só
Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar (...)

O Anjo Mais Velho O Teatro Mágico


Letícia enquanto eu respirar vou me lembrar de você! 

sábado, 23 de maio de 2015

Nos vemos no final!

Letícia
(...) Acordei com saudade de você
Te procurei, te liguei mas não encontrei
Não tive tempo pra dizer o quanto amei
Nem tive tempo pra mudar o que errei

Sei que o tempo passa e a saudade fica
Será que alguém me explica o sentido da vida
Me aponta uma saída ou me conta um segredo
Me ensina a crescer sem olhar pra trás e sentir medo
Eu tive sim mas sei que não to sozinho
Eu sinto que é você que ilumina meu caminho

Me olhando com carinho me leva pra casa
Segura na minha mão e me abraça me cobre com sua asas

E me livra do mal
O futuro a Deus pertence então nos vemos no final
A espera de um milagre, a espera de um sinal
De um beijo do anjo imortal(...)



Link: http://www.vagalume.com.br/ivo-mozart/anjos-de-plantao-part-doncesao.html#ixzz3av3nm0On

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Nunca entenderei...

Então ontem a noite, fui fazer uma organização na mesinha do computador, já que o mesmo levamos para formatar, joguei alguns papéis fora, uma agenda de 2012...Então no meio dos papéis encontrei um caderninho que eu escrevia quando tinha a Letícia, contando tudo o que aconteceu com ela desde antes do seu nascimento e até uns dias antes da sua partida para o Céu,(escrevia para que um dia ela lesse, já que sou esquecida e com o tempo podia esquecer algum detalhe), aliás publiquei este caderninho aqui no blog em  junho de 2012, mas, ontem eu  não quis ler, não queria chorar...Então sem querer abri a última página do livrinho, página esta que eu tinha esquecido...Nunca falei aqui no blog sobre o que estava escrito na última página...Eu escrevi numa linguagem que só eu entenderia, com o passar do tempo vou dizer que foi um pouco difícil de decifrar, mas, decifrei, estava escrito: Promessas para Letícia. E ali escrevi 5 promessas que eu cumpriria se ela não tivesse aquela doença. Mas ela tinha a doença e fiquei sabendo depois que ela partiu. Não precisei cumprir nenhuma das promessas. Eu só queria entender porque algumas pessoas fazem promessas pedindo cura e alcançam e eu não alcancei...Eu penso que nunca entenderei...