domingo, 30 de novembro de 2014

E então ela se foi.



Certa vez um anjo visitou nossa casa.
Chegou assim como quem não quer nada.
Foi entrando e se acomodando discretamente.
Como só anjo sabe fazer.
Veio disfarçado de menina,
Para não chamar muita atenção
Mas com um indisfarçável jeitinho de anjo.
Que só anjo sabe Ter.
Demos o nome "Letícia", que significa "Alegria"  
Disse que vinha da parte de Deus
Trazer um recado importante
Mas aguardava o melhor instante
Para dizer com muito cuidado
(como só anjo sabe dizer).
Enquanto isso ia esperando
Envolvendo e conquistando
Com sua presença de anjo
Como só anjo sabe ser.
O tempo foi passando
E o anjo foi ficando.
E já era tão comum Ter um anjo em casa
Que ninguém mais se lembrava
Que ele apenas esperava
Para dar um recado (da parte de Deus)
E que teria que ir embora
Assim que o recado fosse dado.
Nós já pensávamos na verdade
Que o recado era aquela felicidade
E aquele amor desconhecido
Que ela trouxera consigo.
Até chegamos a esquecer quem ela era
Acreditando que o anjo só viera
Para ser parte da família.
(como se anjo pudesse fazer parte de alguma família).
Mesmo assim o momento chegou.
Um dia nosso anjo acordou muito triste
Confundindo a todos com aquela tristeza
Bastante incomum para um anjo sentir.
É que ela também já se havia acostumado
E não queria Ter que partir.
Mas precisava.
Assim, foi se despedindo de cada um
E a cada um deu o recado em particular
(Ao pé do ouvido do coração).
E então ela se foi.
Deixando para trás
Pessoas diferentes da que ela havia
Encontrado.
(modificadas pelo tal recado)
Mas, junto com ela,
Foi-se também um pedaço
De cada um.
Em seu lugar
Ficou um vazio imenso.
E uma saudade
Interminável.
Infinita.
(Mas acho que isso também fazia parte do tal recado de Deus)

sábado, 29 de novembro de 2014

Perder...

Há uns três meses atrás  perdi um pendrive, ontem na aula da pós estava-se falando sobre crenças e foi falado do responso de Santo Antônio, então lembrei de uma oração pequena de Santo Antônio  que minha mãe me ensinou  para achar coisas perdidas, sem nenhuma esperança, rezei em pensamento a oração pedindo o pendrive, ah, seu eu tivesse pedido a Letícia... Isso  era umas 21h da noite, quando cheguei em casa as 23h o Luiz me deu o pendrive,disse que o encontrou dentro do bolso de um casaco meu, mas, eu havia procurado em todos os bolsos, pois perdi no meu trabalho... Semana passada perdi um brinco, há três anos e cinco meses atrás eu estaria muito chateada com essas perdas, no pendrive tinha alguns documentos importantes, aquele brinquinho eu usava toda semana... Claro que gostei de ter encontrado o pendrive, mas, não havia dado muita importância pela sua perda, até porque nem lembrei da oração de objetos perdidos, depois que te perdi Letícia, sinto como se nada mais tivesse a perder... Tudo que era de mais importante já perdi, com a tua perda perdi a própria vida, nem mesmo a vida vale a pena viver só espero a hora de Deus me levar para perto de você... Te amo! 
Perdi você!
Sem saber a razão
Porque eu te perdia...
Perdi você!
Que era tudo na vida
O que eu mais queria...
Perdi você!
Foi loucura eu tinha
Você do meu lado...
Perdi você!
Eu pensei que era certo
Mas deu tudo errado...
Perdi você!
Como alguém que se perde
E não sabe achar o caminho
E agora eu sei
Estou sozinho...
E eu não consigo te esquecer
(...)

Perdi Você

Guilherme & Santiago

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Saudade...

Não sei se saudade tem cor. Dizem que sim. O que eu sei é que ela tem forma. Tem gosto. Tem cheiro. E penso também. E, acreditem, ela tem asas!!! Se não, como nos transportaria tantas vezes a lugares tão distantes? E sei ainda que ela se agiganta quando mais tentamos diminuí-la. Sei que ela dói de dor intensa e sem remédio.
Se não fosse ela, não sei se teríamos consciência do tamanho da importância das pessoas pra gente. Porque quando amamos alguém, a saudade já chega por antecipação, sorrateira, disfarçada de algo que não conseguimos decifrar. É aquela dor fininha de não sei o quê, a angústia boba que nos invade só de imaginar a separação. E a gente fica meio sem saber o que fazer.

Mas é assim... é uma dor que gostamos de sentir, um sabor que queremos provar, é algo que não sabemos explicar, mas é quase palpável. É amor disfarçado de muita coisa. São emoções guardadas bem lá no fundo.
Saudade... do que foi e do que vai ser. Saudade que nos acompanha pra diminuir a solidão e que nos mostra, sobretudo, que estamos vivos.
Aprendi ainda que saudade não mata. É só quase. A gente pensa que vai morrer, mas sobrevive sempre, porque ela traz escondidinha nela uma outra coisa que chamamos de esperança...Esperança de nos reencontrarmos,em outra vida... Te amo minha anjinha!

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Te amo ainda mais do que ontem

Letícia hoje te amo ainda mais do que ontem, você está em tudo que vivo, tua lembrança permanece viva em minha memória, o tempo não consegue apagá-la...
você vive em mim, a cada momento sinto como se você tivesse acabado de partir.
Mas a saudade que sinto de você e essa distância que nos separa não me faz ama-la menos ao contrário, te amo hoje mais que ontem e agora mais que a pouco tempo atrás .
Tudo que vivi com você passa como um filme em minha memória, sinto ainda teu cheiro suave...

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Aguardo o nosso reencontro

Saudades eternas da minha bebezinha, não tem um dia que não penso em você e aguardo o nosso reencontro... Este dia será maravilhoso, terei você nos meus braços novamente e para sempre!

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Tristeza



...Tristeza, por favor vá embora
Minha alma que chora está vendo o meu fim
Fez do meu coração a sua moradia
Já é demais o meu penar
Quero voltar àquela vida de alegria
Quero de novo cantar...

Tristeza - Composição: Heitor dos Prazeres

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Uma cruel prova

Nenhuma mãe devia sobreviver a um filho. 
Ver morrer quem se fez nascer é um contrassenso,
 uma cruel prova que não devia ser pedida a ninguém...

domingo, 23 de novembro de 2014

Me leva onde você está!

Letícia
"Um dia seus pés vão me levar
Onde as minhas mãos não podem chegar
Me leva onde você for
Estarei muito só sem o seu amor
Agora é a hora de dizer
Que hoje eu te amo
Não vou negar
Que outra pessoa não servirá
Tem que ser você
Sem por que, sem pra que
Tem que ser você
Sem ser necessário entender
Me leva onde você for
Estarei muito só sem o seu amor"
(...)

Tem Que Ser Você Victor e Leo

sábado, 22 de novembro de 2014

Tudo me falta, sem você...



Sobreviver está sendo um dilema! Sem você...
Qual sentido de tudo? Sem você...
Por que continuar? Sem você...
Como continuar? Sem você...
Você foi o começo da minha “vida”, mas o final chegou tão rápido... E agora sem você, o que fazer?
Falta-me força, vontade, ânimo, esperança... Tudo me falta, sem você...
Cada mês, dia, hora, minuto, segundo que passa sem você, não tem sentido de ser...
Quero você Letícia que é meu sonho eterno, minha razão de viver...
Mas como viver sem você?!

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Pensava que o tempo que a Letícia seria bebê seria pouco


Então... Quando eu estava grávida eu pensava que o tempo que a Letícia seria bebê seria pouco, logo ela cresceria, então preferi não bordar todo o protetor de berço apenas a cabeceira com o nome dela, porém ela ficou muito pouco tempo bebê mesmo, em 54 dias ela se tornou uma anjinha e voou para o Céu, o protetor de berço eu doei, mas, antes com muito cuidado tirei o bordado com seu nome e depois de algum tempo resolvi levá-lo até o cemitério e coloquei no seu tumulozinho...
Para o dia de finados fui limpar sua casinha e vi que o bordado estava desbotado pela ação do sol, uma parte até estava mofada, então levei pra casa lavei com muito cuidado e com carinho reforcei o bordado do seu nome em ponto cruz, não sei nem descrever o sentimento que me invadiu ao bordar seu nomezinho sabendo que ela não está mais aqui...É ...minha vida...

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Por que você foi embora?




Letícia

"Cadê você? Teu perfume?
Teu sorriso? Aonde está você?
E esse amor que eu preciso pra poder viver?
Sem você eu sinto falta do seu beijo,
Tô morrendo de desejo.
Me faz sofrer sem você perto de mim,
Eu não posso viver.
No meu quarto eu convivo com a solidão,
Te procuro e só te encontro no meu coração.

Por que você foi embora?
Por que você me deixou,
Terminando nossos sonhos de uma vez?
Foi tão linda a nossa história,
Foi tão lindo o nosso amor,
Por você faria tudo outra vez.

DÓI DEMAIS DORMIR E ACORDAR SEM TER VOCÊ
DO MEU LADO, DO MEU LADO.
MAS NO PEITO ME ALUCINA, FAZ MEU CORAÇÃO DOER
QUANDO LEMBRO DE VOCÊ DO MEU LADO


...CADÊ VOCÊ???"

(Limão Com Mel - Do Meu Lado)

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Até o dia do nosso reencontro!

Letícia que meu amor chegue até você e que o calor do abraço que sonho em lhe dar preencha todo seu coraçãozinho de muito amor até o dia do nosso reencontro!
Amo você infinitamente minha linda anjinha!

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Aprendi...

COM SUA PERDA LETÍCIA
...Aprendi...
A dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração;
A sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostrar que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem, quando isso não é verdade,
Para acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir;
Aprender com meus erros. Afinal eu posso ser sempre melhor.
Sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo.
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
A ser carinhosa com todos que precisam do meu carinho;
A perdoar incondicionalmente,
Pois já precisei desse perdão;
A amar incondicionalmente,
Pois também preciso desse amor.


segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Estaria com 3 anos e cinco meses

Letícia, minha amada anjinha, hoje você estaria completando 3 anos e cinco meses, sou só saudades!!!!
Como seria? como estaria? Não sei...
Te amo mais do que tudo...

Saudades minha anjinha amada...