sábado, 31 de maio de 2014

Mãezinha eu quero te ver lá no céu

“te ver no Céu!” Ontem terminei a postagem com esta frase, logo eu lembrei do último Culto que eu fui e o último canto era; mãezinha do Céu:
Mãezinha do Céu
Mãezinha do céu, eu não sei rezar
Eu só sei dizer quero te amar
Azul é seu manto, branco é seu véu
Mãezinha eu quero te ver lá no céu
Mãezinha do céu, mãe do puro amor
Jesus é seu filho
Eu também sou
Mãezinha do céu, vou te consagrar
A minha inocência, guarda-a sem cessar
Azul é teu manto, branco é seu véu
Mãezinha eu quero te ver lá no céu
Fui cantando, cantando e não contive as lágrimas que tentei disfarçar, ao cantar eu pensava em você minha bebezinha cantando para mim: “Mãezinha eu quero te ver lá no Céu”.

Ah, Letícia eu também quero te ver lá no Céu, mas é tão difícil ir para o Céu... Eu tenho que melhorar muito para merecer o Céu, me ajuda minha anjinha bebezinha! Te amo!

sexta-feira, 30 de maio de 2014

-Poderemos ver e reconhecer nossos amigos e familiares no Céu?

Desde que a Letícia partiu eu tenho muitas perguntas e uma delas de tanto procurar achei uma resposta, não sei se realmente é esta a resposta:

-Poderemos ver e reconhecer nossos amigos e familiares no Céu? 


Resposta: Muitas pessoas afirmam que a primeira coisa que querem fazer quando chegaram ao Céu é ver todos os seus amigos e entes queridos que morreram antes delas. Não creio que este será o caso. Sim, creio que poderemos ver, reconhecer e passar tempo com nossos amigos e familiares no Céu. Na eternidade, haverá tempo suficiente para isto. Contudo, não creio que este será nosso objetivo principal no Céu. Creio que estaremos muito mais ocupados adorando a Deus e gozando as maravilhas do Céu para nos preocuparmos com uma reunião imediata com nossos amados.

O que diz a Bíblia a respeito de podermos ou não ver e reconhecer nossos entes queridos no Céu? Quando o filho de Davi morreu como resultado do pecado de Davi com Bate-Seba, depois de seu tempo de luto, ele declarou: “Porém, agora que está morta (a criança), porque jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim” (II Samuel 12:23). Davi presumiu que ele seria capaz de reconhecer seu filho no céu, apesar de ter morrido ainda bebê. A Bíblia declara que quando chegarmos ao Céu, “seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos” (I João 3:2). I Coríntios 15:42-44 descreve nossos corpos ressurretos: “Assim também a ressurreição dentre os mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção. Semeia-se em ignomínia, ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscitará com vigor. Semeia-se corpo natural, ressuscitará corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual.”

Da mesma forma que nossos corpos terrenos foram como o do primeiro homem, Adão, (I Coríntios 15:47a), também nossos corpos ressurretos serão como o de Cristo (I Coríntios 15:47b). “E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial. Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade” (I Coríntios 15:49,53). Muitas pessoas reconheceram Jesus após Sua ressurreição (João 20:16, 20; 21:12; I Coríntios 15:4-7). Então, se Jesus foi reconhecido em Seu copo ressurreto, não vejo motivo para crer que com o nosso corpo isto ocorra de forma diferente. Sermos capazes de reconhecer nossos entes queridos é um aspecto glorioso do Céu, mas o Céu diz respeito muito mais a Deus, e muito menos a nossos próprios desejos. Que prazer será estarmos reunidos com nossos entes queridos, e adorarmos a Deus com nossos amados por toda a eternidade.

Ah, Letícia só me resta esta esperança, te ver no Céu!

quinta-feira, 29 de maio de 2014

“Só me deixe chorar”

É realmente muito difícil, em alguns momentos, fingir que está fácil, mas ainda assim a gente insiste em fingir, sem se dar conta de que isso só aumenta mais a dor. Fazemos cara de feliz e até sorrimos, só pra disfarçar a dor que lateja por dentro, a tristeza que machuca sem parar, a mágoa por algo que aconteceu e não sabemos o que fazer com a realidade.
Muitas vezes, vivemos situações que nos provocam o desejo de xingar, gritar, esbravejar, argumentar e chorar, sem se importar com as caretas, as lágrimas, o barulho... Só chorar, chorar e chorar até pegar no sono... Mas não! Não nos permitimos amolecer. Permanecemos durões, engolindo a dor a seco, sentindo a tristeza passar pela garganta como se um nó na garganta... Arranhando, incomodando, doendo mais. E lá estamos nós... Fingindo que está fácil!
Eu estou decidida, cada vez mais, a mostrar o que sinto, mesmo sabendo e confessando que não é nada fácil. No entanto, se não é nada fácil se expor e mostrar os sentimentos, especialmente quando eles escancaram nossa fragilidade e vulnerabilidade, mais difícil ainda é fingir, camuflar, parecer sem ser, viver sem se aprofundar, amar sem ser intenso, sentir sem se entregar. No final de semana chorei, chorei muito, o pai da Letícia até pensou que ele tinha feito algo que me fez chorar, mas, não, eu chorei por chorar... Cheguei a dizer para ele: “só me deixe chorar”.
Não estou, de forma alguma alimentando sentimentos como raiva, tristeza e desesperança. Muito pelo contrário: estou assumindo, sentindo e, assim, possibilitando o fim de cada um deles. Porque enquanto a gente finge que não está sentindo, eles continuam lá, engasgados. Mas quando a gente assume e os expõe, eles passam, acabam, vão embora.
Quero parar de sustentar um ego que só o faz ser quem eu não sou (ou seja, ninguém!) e me distancia da minha verdadeira essência. Quero parar de me importar tanto em ter razão e me concentrar mais na minha imperfeição, na minha vontade de me tornar melhor porque a gente só consegue sair de um lugar e chegar a outro quando temos consciência de onde estamos e, para onde desejamos ir.
Letícia quem sou eu para saber onde você está... São tantas as teorias, as crenças... Eu só sei que se for verdade que você sofre quando eu choro me desculpe mas eu preciso chorar...Mesmo não querendo, as lágrimas vem, vou te pedir como pedi para teu pai: “Só me deixe chorar”

Te amo e me desculpe!

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Novamente...Saudade...

Letícia a saudade é um tipo de sentimento que só é dado a se sentir á aqueles que viveram grandes experiências em nossas vidas. Letícia a sua passagem pela minha vida foi assim, marcante e por isso, merece sempre ser lembrada. Saudade, este é o nome do sentimento que hoje, em meu coração, me faz lembrar-se de vc... Te amo muito minha anjinha.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Assim...

Mas, DEUS não queria que você sofresse Letícia, nem mamãe e nem papai também.

Deus a levou para te dar um colinho mais precioso.

Filha, eu acredito na ressurreição! Espero vê-la um dia. 

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Como se não houvesse amanhã...


Devemos amar as pessoas como se não houvesse amanha, pois amanhã é um dia que não nos pertence. Façamos agora tudo de bom que possamos pra nossos amores. Sejam filhos, esposos, pais, mãe, etc., pois as pessoas que mais amamos vão embora da vida da gente mais depressa que a gente pensa!!!   

domingo, 25 de maio de 2014

Hoje você está nas coisas tão mais lindas “

Letícia
“Entre as coisas mais lindas que eu conheci 
Só reconheci suas cores belas quando eu te vi 
Entre as coisas bem-vindas que já recebi 
Eu reconheci minhas cores nela e então eu me vi 

Está em cima com o céu e o luar 
Hora dos dias, semanas, meses, anos, décadas 
E séculos, milênios que vão passar 
Água-marinha põe estrelas no mar 
Praias, baías, braços, cabos, mares, golfos 
E penínsulas e oceanos que não vão secar 

E as coisas lindas são mais lindas 
Quando você está 
Onde você está 
Hoje você está 
Nas coisas tão mais lindas 
Porque você está 
Onde você está 
Hoje você está 
Nas coisas tão mais lindas 


(As coisas tão mais lindas- Nano Reis)

sábado, 24 de maio de 2014

Um presente de DEUS...

Quando te recebi dentro de mim, sabia que era parte de mim, um presente de DEUS...
Você nasceu uma criança amada, desejada. Não olhei o futuro além da vida, dessa passagem que às vezes é tão rápida.
De um filho que nasce e tão de repente vai embora; a saudade dói, a alma sente, lamenta.
Mas foi o sofrimento que me fez ver, aprendi com a fé no futuro, além dessa vida, que na verdade não há morte.
Não fomos criados para morrer, DEUS, não criaria você para morrer. Toda vida que nasce, nunca morre, é eterna!
Sei que está olhando por mim, como um anjo, um ser iluminado, dando-me a certeza que um dia estaremos juntas.
Na verdade sempre estivemos juntas, você em outra dimensão, e eu aqui te sentindo no meu coração, com a certeza da eternidade e da sua felicidade.
Me sentindo feliz, felicíssima por ser sua mãe...
Te adoro, minha bebezinha querida...
Letícia, te amarei eternamente, além da vida!!!


sexta-feira, 23 de maio de 2014

Você caiu do céu


Letícia
“Você caiu do céu
Um anjo lindo que apareceu
Com olhos de cristal
Me enfeitiçou
Eu nunca vi nada igual
De repente...
Você surgiu na minha frente
Luz cintilante
Estrela em forma de gente
Invasora do planeta amor
Você me conquistou” (Roupa Nova)


Mas Você teve que voltar para o Céu, mas o teu feitiço fez com que você sempre ficará no meu coração !

quinta-feira, 22 de maio de 2014

TODAS AS PESSOAS TÊM PROBLEMAS!!!!



Tenho observado que sempre existem pessoas que estão em melhor situação do que a gente, que parecem ter uma vida dos sonhos, tem filhos que nascem bem, crescem bem, vivem bem... Mas também sempre existem pessoas passando por momentos piores, que não perderam apenas um filho, mas que perderam dois ou três e em situações piores. Muitas pessoas que eu conheço sabem de uma história que aconteceu com alguém ou que aconteceu com elas mesmas. Não podemos nos vitimar, achar que o nosso problema é o maior do mundo, pois uma coisa é certa: TODAS AS PESSOAS TÊM PROBLEMAS!!!! O importante é saber passar por eles e tentar enxergar a solução para aquilo que está sendo vivido. Sempre que alguém me encontra e pergunta se está tudo bem, eu sempre respondo que sim, está tudo bem, pois é assim que tem que ser, pelo menos eu penso desta forma. As nossas palavras atraem energia pra gente, portanto temos que dizer e pensar positivamente. Temos que pensar sempre pra frente de forma positiva (mesmo que às vezes pareça um pouco difícil), pois o pensamento tem poder e um poder muito forte. Portanto, quem estiver com problemas, pense positivamente e bola pra frente porque a vida não espera a gente resolver nossos problemas, ela vai passando sem que possamos perceber. Não queremos um dia olhar pra trás e ver que não fizemos mais nada da vida a não ser ficar reclamando dela. A vida está aí pra ser vivida intensamente e ela é lotada de pequenos instantes de profunda felicidade!!!!

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Só nos proporcionou momentos felizes

Foram 54 dias de amor, vividos entre mim, a Letícia e o papaizinho Luiz que sempre esteve presente ao lado nosso. Desde a primeira consulta lá estava o papai babão, só olhando como a Letícia crescia a cada mês, e os chutes… desde a gravidez nossa princesinha só nos proporcionou momentos felizes e cheios de muito amor. E falar em momentos, também tive a oportunidade por 47 dias, de tê-la em meus braços, a amamentava, trocava sua fraldinha... , foram os dias proporcionados por Deus que jamais me esquecerei, foi lindo… sublime.

terça-feira, 20 de maio de 2014

Minha anjinha!



Mateus 18.10 = Vede, não desprezeis a qualquer destes pequeninos; porque eu vos
afirmo que os seus anjos nos céus vêem incessantemente a face de meu Pai celeste.


No meu entendimento quer dizer que os seus corpos transformam-se em Anjos, e pela sua pureza vêm a face de Deus incessantemente.

As CRIANÇAS quando morrem são ANJOS no Reino dos Céus; Foi isto que Jesus disse:

Elas recebem um Corpo de Anjo;


segunda-feira, 19 de maio de 2014

Sentindo muito sua falta

Bom dia minha pequenina, mamãe esta aqui hoje com uma saudadinha apertada, sentindo muito sua falta, sei que vc esta bem ai com o papai do céu, e com seus amiguinhos anjinhos, um dia a mamãe tbm vai estar ai com vc, vamos nos beijar e nos abraçar muito, fica com Deus minha amada anjinha, mamãe te ama pra sempre...


domingo, 18 de maio de 2014

Sonho

Letícia
Eu já contigo sonhava
Quando não te conhecia...
Sem ouvir-te já te amava,
Sem te ver já te queria.
♥♥ ´´♥♥´´♥♥
Mas, ao ver-te, na verdade,
tive um espanto risonho
Porque eras na realidade
Mais linda do que no sonho.
♥♥ ´´♥♥´´♥♥
Você se foi... Ficou a saudade
♥♥ ´´♥♥´´♥♥
Continuo sonhando com nosso reencontro
na Eternidade!!!!!

sábado, 17 de maio de 2014

Feliz Mesversário!!!

Você completaria 2 anos e 11 meses, estaria uma mocinha linda...Eu já estaria programando tua festinha de 3 anos... O tema seria um desenho infantil ou a Copa do Mundo? Sim, minha anjinha logo que a mamãe viu a tabela de jogos a mamãe lembrou que... O Brasil vai jogar dia 17!No teu dia!!! Ah...eu iria comprar tanta coisinha do Brasil pra vc...tiarinha, brinquinhos...
Sinto tanto a tua falta...
Mas sei que no céu você esta olhando a mamãe e fazendo lindas festinhas e "baguncinhas" com os anjinhos do papai do céu.
Nunca se esqueça de que a mamãe te ama e te amará eternamente.
Eis aqui, um coração que doí, mas com o sentimento mais puro, simples, verdadeiro, forte, incondicional que transpassa a eternidade.
Fica com Deus, meu amor....
Te amo muito Letícia...Feliz Mesversário!!!

Sua mãe...


sexta-feira, 16 de maio de 2014

Só Deus sabe

 "Esta vida é apenas uma antessala para uma realidade maior que virá. Ninguém realiza plenamente seu próprio potencial nesse mundo. É apenas um preparativo que Deus tinha em mente o tempo todo."
(Livro: A Cabana)

É... A vida é apenas um grande aprendizado no final das contas, um preparativo para algo muito maior, que vai muito além do que podemos imaginar. Aqui a gente sofre, a gente chora, a gente aprende, a gente sente saudade.

Fico tentando entender essas viagens prematuras... A tua e de tantos outros que estiveram aqui por um breve período de tempo... Mas ainda que eu me esforce, não consigo, e acho que nem poderia. Só Deus sabe. Só Deus.
Chego a pensar que a vida é irreal. Um sonho talvez?! Quem sabe!
Não, não creio nessa história de que chega um dia em que temos que dormir para sempre... Para mim, estamos dormindo agora... Vivenciando sonhos e pesadelos... Mais pesadelos do que sonhos... E um dia iremos acordar de tudo isso... Aí será para sempre... E a vida vai apenas ser uma lembrança... Uma lembrança de que um dia fomos aprendizes.

Letícia... Da um abraço bem apertado em Deus e pede pra Nossa Senhora te encher de beijos quando você sentir saudades da mamãe. Me espera aí !


Te amo



quinta-feira, 15 de maio de 2014

Quis te proteger... Te adorar..

 

Letícia meu presente de Deus
Foi ao olhar nos teus olhinhos,
Que eu pude perceber...
Que minha vida, já não me pertencia...
Seria minha sina, amar você!

Carreguei-te no colo...
Cantei pra te ninar...
Vi em teus olhinhos, o brilho mais lindo;
Quis te proteger... Te adorar...

Meu anjo frágil,
Meu céu cheio de estrelas...
Toda a minha alegria,
Todo a minha certeza.....

Filha que sempre quis,
Minha noite de luar...
Meu colírio, meu pupilo;
Como é gostoso te amar!

És pra mim; um grande orgulho;
Meu solzinho a brilhar...
O sentido pra minha vida;
e a razão do meu amar!

A Deus todos os dias;
Revelo minha gratidão...
Que me deu essa filha linda...
Meu presente, meu anjo bom!

Você transformou minha vida;
E fez ela mais amena...
Amo-te de forma tamanha...
Como outro amor não há,
E por isso que nesse dia...
Quero enfim te falar...

Te amo infinitamente,
Meu céu coberto de estrelas...
Filha que a cada dia, mais amo...
Meu anjo, minha vida, minha princesa!

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Só um silêncio...

Do mesmo jeitinho silencioso que você veio ao mundo naquele dia, você partiu silenciosamente, mas deixou em nós, todos que te conheceram e continuam te amando, uma linda mensagem de AMOR.

terça-feira, 13 de maio de 2014

Letícia meu presente devolvido...

Deus me deu de presente você e no tempo certo, o no tempo d'Ele, Ele te chamou de volta...
Sei que está viva e feliz, fazendo a vontade de Deus, Jesus está apenas terminando de te criar e no dia certo te devolverá a nós. E seremos felizes eternamente!

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Ontem...

Minha Mãe com Letícia
Ontem foi um dia em que eu preferi esquecer que era Dia das Mães, assim, não chorei... O papai da Letícia me deu presente, mas, disse que não se sente a vontade de me dar parabéns eu também não me sinto a vontade de receber... A madrinha da Letícia, minha irmã Kátia, me deu um livro: “Na Maior das Perdas”... Minha mãe queria que eu fosse almoçar com ela e minhas irmãs num restaurante, mas, eu preferi não ver, não sofrer... Eu já vou todo o dia a casa dela, dei um presente para ela de manhã, não tem porque almoçar juntas... Até os meios de comunicação e comércio me ajudaram não estavam tão apelativos como nos outros anos... Passei um domingo igual aos outros...

domingo, 11 de maio de 2014

Mais um dia das mães...

Letícia mais um dia das mães sem você... Minha bebezinha como queria ter você aqui comigo... Fisicamente, pois sei, sinto que está ao meu lado...
Estive pensando em procurar mensagens ou até publicar a mesma do ano passado, mas achei melhor buscar dentro de mim, para falar do dia das mães, não das “mães comuns”mas, do dia das mães diferentes, mães especiais, mães guerreiras, mães de braços vazios, dos filhos que partiram... E que muitas vezes não são consideradas mais mães... Quero dizer que:
Somos mães, apenas isso: MÃES! Mães que choram e sorriem ao mesmo tempo, mães que rezam pedindo a Deus um consolo pelo filho que já partiu.
Somos
MÃES! Aprendemos muito mais do que ensinamos.
Aprendemos que o amor é eterno.
Aprendemos que a vida não acaba com a morte.
Aprendemos que os filhos que geramos não são nossos.
Aprendemos que se nossos filhos foram chamados por Deus, é porque já cumpriram a sua missão aqui na Terra.
Aprendemos que mesmo com o coração sangrando, temos forças para seguir adiante e ajudar outras mães.
Aprendemos a lidar com a separação, pois temos a certeza de que nossos filhos estarão sempre vivos e presentes em nossas vidas.
Somos
MÃES!
Mas mais do que nunca, fomos e seremos sempre mães!

Deus nos deu duas grandes provas; a maternidade e uma provação; a perda dos nossos filhos. Ele colocou em nosso caminho as situações mais marcantes, sendo que a segunda é a que nos faz demonstrar a força e a coragem que ele esperava de nós: que é ter perdido um pedaço das nossas vidas.


E aqui estamos, ora caindo em prantos, ora sorrindo pelas lembranças boas e pelo privilégio de termos sido as escolhidas para sermos as mães de anjos que já partiram, mas que deixaram em nós a sabedoria amarga e a duras penas, de que o amor é eterno.
Que neste dia das Mães que para nós não é Feliz, que nos lembremos dos momentos felizes que tivemos com nossos anjos!

Minha filhinha querida... Minha Letícia... Minha anjinha...Recebe minha anjinha meus beijos enormes... Meu abraço bem apertado... Meu amor infinito e eterno... Deus te abençoe sempre...

sábado, 10 de maio de 2014

2 anos e 9 meses de saudades...

Letícia hoje já são dois anos e 9 meses  que você me deixou...como o tempo passou depressa. E a saudade continua cada vez mais forte dentro de mim... Sinto falta de tudo que vivi ao teu lado... Tento ser forte pra não desistir de continuar
a minha missão aqui na terra... Pois sei que esperas isso de mim...mas tem dias que parece que meu coração vai arrebentar de tanta saudade.....te amo e te amarei por toda minha vida e sei que um dia irei ao seu encontro e nesse dia faremos uma grande festa minha princesinha
pois poderei te dar todos os abraços e beijos que tenho guardado
no meu coração!!! 

sexta-feira, 9 de maio de 2014

por quê?

Quanto mais o tempo passa, mais eu me pergunto por quê?
Nunca me imaginei sem minha filha e hoje vivo dia a dia essa dor cruel e inimaginável a qualquer MÃE desse mundo....
Sinto os dias passando, a vida seguindo seu curso, e tudo acontecendo como se nada tivesse acontecido.
Mas ainda assim agradeço.
Agradeço por ela, minha anjinha Letícia, estar me ajudando de uma tal forma que sinto uma força tão grande dentro de mim.
Assim vivo meus dias, pedindo a DEUS que me de forças para continuar a batalha para que nosso reencontro seja o mais breve possível.
Letícia EU AMO VC!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Oração de mãe para filho




Ó meu filho não tenha medo do escuro
A sua mãe te protege com a sua luz interior
Ou com a do lampião.

Ó meu filho não temas os homens
A tua mãe lhe guarda
Com as suas grandes asas de anjo.

Ó meu filho não tenha medo dos pesadelos, dos monstros
A sua mãe te socorre,
Todas as madrugadas a qualquer hora.

Ó meu menino siga em paz
Podes ir confiante e tranquilo
Que a sua mãe reza por ti todas as noites.

Ó minha criança não esqueças
Em qualquer lugar que estejas,
Por mais longe que seja,
Estará sempre contigo a minha alma querido.

Na hora que eu partir
Não chore, não se deixe entristecer.
Quero que apenas dê um sorriso por mim,
Isso me fará feliz,
Aonde quer que eu esteja meu filho.
Aonde quer que eu esteja olharei por ti.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Sofro...

Não sofro apenas pela a perda da Letícia, sofro pelo passado que tivemos, pelo presente que não temos, pelo futuro que ela não terá!!!

terça-feira, 6 de maio de 2014

Minha anjinha de asas!

Minha anjinha como tuas asinhas cresceram! 
Estão lindas! 
Você podia voar até a mamãe, vem meu nenê!
Te amo Sempre!

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Lágrimas

O que era pra ser lindos sorrisos, só restou lagrimas, a mais sincera as lagrima de alguém que vê seu anjo partir pra sempre.
Difícil seguir em frente, quando se perde o motivo pelo qual se caminha, um dia vou te ver de novo minha pequena, os anos vão passar mais jamais esquecerei de ti
     Te Amo


domingo, 4 de maio de 2014

ONDE ESTÁ VOCÊ?



 Letícia faz algum tempo que você partiu...
 
Deixando-me no mais profundo desespero!
 
Fico aqui procurando em canções...
 
As lágrimas continuam rolando em minha face como se tivessem se habituado a me perseguir no dia-a-dia.
 
Meu sorriso continua escondido no mesmo lugar que você se encontra e que eu não tenho o endereço...

 Fico me perguntando o porquê das coisas...
 
O porquê das perdas, mas não consigo encontrar a resposta, mesmo que  tenha folheado o dicionário completo da vida!

TE AMO FILHA... CADA DIA MAIS...


sábado, 3 de maio de 2014

O tempo ameniza a dor, mas não elimina totalmente..

Recebi esta mensagem da minha irmã Kátia, há algum tempo, hoje resolvi compartilha-la..

Por que Deus deixa uma criança morrer?

Jesus sabe o que vocês estão sentindo, pois também viu pessoas amadas adoecerem e morrerem enquanto andou aqui. Apenas o tempo poderá amenizar sua dor, mas jamais eliminá-la totalmente. 

No último domingo falei da morte de minha mãe na pregação do evangelho (
você pode ouvir aqui), e de como era estranha aquela experiência: ver uma pessoa querida viva e, logo depois, ver seu corpo inerte ali. Apesar de seu corpo estar no mesmo lugar onde estava há alguns segundos, quando ainda respirava, ou há algumas horas, quando ainda era possível ouvir sua voz, era impossível fazer qualquer coisa para a morte voltar atrás. Como cristãos, o que podemos ter a certeza é que Deus é justo em TODOS os seus desígnios.

Jesus chorou diante do túmulo de seu bom amigo Lázaro, mesmo sabendo que iria ressuscitá-lo minutos depois. Ele fez isso para mostrar o quanto se importa conosco e o quão terrível é a morte, introduzida na Criação de Deus pelo pecado. Portanto, chore à vontade porque chorar e se indignar com a doença e a morte é algo com que Jesus se identifica conosco.

Jesus quis de tal modo se identificar conosco que até quis ser batizado por João Batista com um batismo que era para o arrependimento. Veja que Jesus não tinha de que se arrepender, por ser sem pecado, mas mesmo assim quis estar lado a lado com o seu povo que estava sendo batizado por João.

É um Senhor assim que temos, portanto a primeira coisa que devemos fazer é reconhecer que ele se importa conosco e se algo acontece que não seja da nossa vontade é porque não estamos vendo a cena toda, como só ele é capaz de ver. 

Pode não ser o seu caso, mas muitos cristão se decepcionam com Deus diante da doença e morte por estarem mergulhados em alguma corrente do pentecostalismo que acredita que Deus obrigatoriamente cura toda enfermidade. Se não cura, é porque a pessoa não teve fé suficiente. Trata-se de um triste engano acreditar que o crente não esteja mais sujeito aos efeitos do pecado que arruinou a Criação, como é o caso da doença e da morte. Baseados em versículos tirados do contexto, muitos se entregam a vãs esperanças e acabam desapontados no final. 

O cristão deve ser realista e entender que ainda vive em um corpo igual ao do incrédulo, sujeito aos mesmos problemas. Todos os crentes dos quais lemos no Novo Testamento, que foram curados ou ressuscitaram, acabaram envelhecendo, adoecendo e morrendo no final. Nenhum deles está por aí dois mil anos depois, o que mostra que as curas que encontramos nos evangelhos e em Atos tinham um objetivo muito particular para aquele momento e lugar.

Não há como entender a razão de Deus permitir que uma criança adoeça sem esperança de cura, definhando dia a dia diante dos olhos de seus pais e amigos. Só dá para aceitarmos que, no final, a razão estará com Deus. 

No final do livro de Jó vemos que Deus não explicou a Jó a razão de seu sofrimento. Mesmo assim no final Jó entendeu que Deus estava com a razão e que não cabia a Jó discutir com Deus ou questionar seus motivos. É sempre bom lembrar que Jó chega no final do livro e continua sem saber a razão do sofrimento, ou como aquilo começou. Nós sabemos de onde vinha o sofrimento de Jó porque lemos os dois primeiros capítulos do livro que leva o seu nome, mas ele próprio não leu aqueles capítulos, portanto até o final ignorou o que aconteceu nos bastidores.
Um grande consolo do próprio livro de Jó para aqueles que perdem seus filhos está na forma como Deus recompensa Jó no final:


Jó 42:12-13 E assim abençoou o Senhor o último estado de Jó, mais do que o primeiro; pois Jó chegou a ter catorze mil ovelhas, seis mil camelos, mil juntas de bois e mil jumentas. Também teve sete filhos e três filhas. 

Compare com a condição inicial de Jó no começo do livro:


Jó 1:1-3 Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó... Nasceram-lhe sete filhos e trêsfilhas. Possuía ele sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas juntas de bois equinhentas jumentas. 

Ele recebe tudo em dobro, menos os filhos. Os filhos que recebe são em mesmo número dos filhos que perdeu, porque filhos não são como camelos ou casas. 

Deus tinha permitido que os primeiros filhos de Jó morressem, mas isso não significava que Jó os tivesse perdido, quando tudo aquilo fosse enxergado do ponto de vista eterno. No final, Jó terminou mesmo com o dobro de filhos: aqueles que tinha no início e morreram, mais os que ganhou depois. Isso porque os primeiros ele nunca perdeu, apenas separou-se deles pelo breve período de sua vida.

Assim estamos nós Letícia separadas apenas por um breve tempo...Me espera aí minha bebezinha já, já mamãe chega aí para te pegar no colo,te ninar,te acarinhar...Como era quando você estava aqui...

sexta-feira, 2 de maio de 2014

EU TE AMO, é POUCO...


Letícia
Não tenho um outdoor
para colar fotos e dizeres pelas ruas,
mas tenho esta telinha, que vai muito mais além.
Esta foi à forma que encontrei, para dizer ao mundo
e principalmente a você que:
EU TE AMO, é POUCO...
por que:
NÃO VIVO SEM VOCÊ;
VOCÊ É MEU PARAÍSO;
VOCÊ É A MINHA LUZ;
VOCÊ É O MEU CAMINHO;
VOCÊ É A MINHA VERDADE;
VOCÊ É A MINHA ALEGRIA;
VOCÊ É A MINHA PAZ;
VOCÊ FOI O MEU SONHO,
HOJE É A MINHA REALIDADE;
VOCÊ FAZ PARTE DE MIM;
VOCÊ É MAIS QUE UM PEDAÇO DE MIM;
VOCÊ É O SOL DAS MINHAS MANHÃS;
VOCÊ É O MEU ANJO DA GUARDA
VOCÊ É UM PRESENTE DE DEUS;
VOCÊ É TUDO... VOCÊ É A MINHA VIDA.

Não existe "EU TE AMO", para traduzir tudo que sinto,
mas mesmo assim, eu digo ...
TE AMO, TE AMO, TE AMO,
E SEMPRE VOU TE AMAR !!!
TE AMO!!!


quinta-feira, 1 de maio de 2014

Mais um Mês triste...


Mais um mês das mães... Mais um Mês triste, não te tenho aqui... Não tenho o que comemorar...

ORAÇÃO "MÃE DE UM ANJO"
"Deus, através do milagre da concepção, me fez mãe.
Cuidei com carinho daquela vida, agasalhei, alimente e aprendi a amar incondicionalmente, porque cuidava de um filho seu também. Mas agora ele se foi; passou para o outro lado do caminho, longe de meus braços, de meus carinhos viverá onde eu não posso mais toca-lo ou ensina-lo; apenas sentir saudades durante todos os meus momentos.
Deus, este amor que sinto no peito me sufoca; dilacera meu ser, deixa meu coração em pedaços.
 Deus, traga de volta a alegria a minha casa, paz em meu coração e harmonia em minha vida e permita que eu sonhe com meu filho sempre que a saudade açoitar meu coração.
Deus cuida do meu filho como cuida de mim, faça dele o anjo mais lindo do seu jardim.
Amém.