domingo, 19 de novembro de 2017

Saudade sim, tristeza também!



Há muitos que dizem: Saudade sim, tristeza não!
Eu digo: Saudade sim, tristeza também!

Gente não se trata de uma receita de bolo! Também não estou falando de uma bula de remédios onde encontramos indicação e contra indicação...

Estamos falando de pessoas, de sentimentos, de momentos que marcaram para sempre as nossas vidas e a vida daquele que partiu...

Não tem como sentir saudades sem se entristecer... Porque bem diferente da saudade declamada pelos grandes poetas, a nossa saudade não tem hora, nem dia marcado para ser “matada”.

Vivemos pela fé, na esperança de que um “dia” nos reencontraremos... Mas como dói, dói... Dói não ter, não ver, não tocar, não falar... Dói lembrar, dói procurar e não encontrar, ou encontrar em tudo um pouco de alguém que já não se faz mais presente.

Saudade dói, saudade faz chorar, saudade é um misto de sentimentos, saudade causa tristeza, causa dor...

E ainda assim, eu quero viver todo dia sentindo saudade, sentindo falta, ainda assim eu quero viver só pra sentir saudade de você.



sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Como gostaria de estar vivendo com você tudo o que imagino...

"Parabéns pra você nesta data querida..." Minha anjinha estaria completando 6 anos e 5 meses! E então estaríamos nos preparando para a formatura do pré! Ah fico imaginando você ensaiando as musiquinhas que iria cantar, o vestido que iria usar...Na minha imaginação seria tudo tão perfeito! Ah como eu te amo, como gostaria de estar vivendo com você tudo o que imagino...

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Espero que você goste da atitude da mamãe.

Ontem dei os bordados que fiz para a Letícia para outra Letícia.  A minha Letícia não usou e nem vai usar...Bordei para meus sobrinhos, eles usaram, a minha filha, não, mas alguém vai usar e já está feliz com a toalhinha que lhe dei...P.s: Letícia espero que você tenha gostado que a mamãe deu teus bordados para outra menininha chamada Letícia.

domingo, 12 de novembro de 2017

carta do céu

Oi mamãe, como vai aí na terra?
Mamãe não se preocupe comigo, eu estou muito feliz aqui no céu, tenho bastante amiguinhos. Tem muitos anjos por aqui!
Sei que a senhora sente muito a minha falta, eu também sinto muito sua falta, pois minha passagem na terra foi muito curta, o papai do céu te escolheu para ser a minha mamãe pois ele sabia que mesmo a senhora não podendo ficar comigo, iria me amar para o resto da sua vida. Mamãe, aqui é tudo tão lindo, tenho amiguinhos que me disseram que sofriam muito aí na terra e Deus os trouxe de volta aqui para o céu, pois aqui era o lugar deles e o meu também.
Mamãe fala para o meu papai que aqui eu jogo bola, a gente faz um time de meninas e meninos, brincamos o dia todo, aqui só tem sorrisos, alegria e amor de sobra.
Sabe mamãe, tem dias que ouço a senhora chorando e se perguntando porque o papai do céu me recolheu de volta, sabe mamãe, ele me disse que todos nós temos uma missão aí na terra, a minha foi ser seu filho(a) ele me prometeu que a senhora seria uma boa mãe e o que o papai seria meu melhor amigo, e que vocês iriam me amar eternamente.
Eu irei te amar eternamente, e algum dia iremos nos encontrar.
Sei que a senhora não pode ver meus primeiros passos e não poderia me ensinar a andar, sabe porque mamãe? Eu nasci anjo, e anjo já nasce sabendo voar.
Bom mamãe, eu tenho que ir! Em breve falarei novamente com a senhora, e não se preocupe comigo, eu estou feliz, estou bem, o papai do céu cuida de todos nós.
Um beijo do seu anjo!

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Saudades...triste dia...

Letícia, hoje faz 6 anos e 3 meses que você foi para o Céu, embora você tenha ido, eu não estou sozinha e nunca vou estar, pois as preciosas lembranças que compartilhamos nunca se afastarão de mim... Te amo!

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

"Se"...Para sempre...

As pessoas não entendem...
O fato é que elas não sabem. Não sabem que quando um filho parte fica tudo que foi sonhado, tudo que foi planejado. Que a gente tem vontade de cuidar.
Sente uma dor enorme quando vê a fase de um bebê próximo, não é inveja, é só um "Se meu bebê estivesse".
Quando paramos no meio do jantar e pensamos:
- "Se ele estivesse aqui, talvez não eu não conseguisse nem parar para comer."
As pessoas não sabem com quantos "se" a gente tem que lidar depois de uma grande perda.
As pessoas não sabem que apesar de  nosso filho 
não continuar aqui, o amor continua, porque o amor (de verdade) é o tipo de coisa que continua para sempre.
Cintia Rodrigues

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Até o céu; lá nos voltaremos a ver

Fé não é insensibilidade e dureza de coração. Pode chorar, mas chore como quem tem fé na ressurreição.
Veremos os mortos na eternidade.
Diante da morte da pessoa amada, é preciso ver contemplar Nossa Senhora aos pés da cruz do seu Amado. Ela perdeu o Filho Único…, que é Deus, e que foi morto de uma maneira tão cruel como  nenhum de nós o será. Ela perdeu muito mais do que nós e não se desesperou. Certamente chorou muito… mas nunca se desesperou e nunca perdeu a fé.  Aos pés da cruz de Jesus estava de pé (stabat!). Ofereça nesta hora a sua dor a  ela, e sem dúvida, ela o consolará.
Podemos chorar os mortos; as lágrimas são o tributo da natureza, mas sem desespero e sem desilusão.
Até o céu; lá nos voltaremos a ver, ensinam os santos. Que grande felicidade será para nós poder encontrá-los, depois de ter chorado tanto a sua ausência! Não nos deixemos levar ao desespero quando alguém parte; não somos pagãos. Lá não haverá mais pranto, nem lágrimas e nem luto.
São Francisco de Sales disse: “Meu Deus, se a boa amizade humana é tão agradavelmente amável, que não será ver a suavidade sagrada do amor recíproco dos bem-aventurados… Como essa amizade é preciosa e como é preciso amar na terra, como se ama no Céu!”
São Tomás de Aquino garante que no Céu conheceremos nossos parentes e amigos. Diz o santo doutor:“A contemplação da Essência Divina não absorve os santos de maneira a impedir-lhes a percepção das coisas sensíveis, a contemplação das criaturas e a sua própria ação. Reciprocamente, essa percepção, essa contemplação e essa ação não os podem distrair da visão beatífica de Deus.” (S. Teológica, 30, q. 84).
Diz santo Agostinho que os bem-aventurados formarão uma cidade onde terão todos uma só alma e um só coração, de tal sorte que na perfeição desta unidade, os pensamentos de cada um não serão ocultos aos outros. Lá não haverá olhares indiferentes. Todos serão mutuamente amigos, na harmonia de uma intimidade deliciosa.
São Francisco Xavier, jesuíta, foi grande amigo de S. Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus. Lá das Índias, S. Francisco, sabendo que jamais veria o rosto do seu pai espiritual e melhor amigo,  escreve a S. Inácio:
“Dizeis, no excesso de vossa amizade por mim, que desejaríeis ardentemente ver-me ainda uma vez antes de morrer. Ah! só Deus, que vê o interior dos corações, sabe quão viva e profunda impressão causou em minha alma este doce testemunho de vosso amor para comigo! Cada vez que me lembro dele – e isto se dá muitas vezes – involuntariamente me correm lágrimas dos olhos. Peço a Deus que se não nos tornarmos a ver na terra, gozemos unidos, na feliz eternidade, o repouso que não se pode encontrar na vida presente. De fato, não nos tornaremos a ver, senão por meio de cartas. Mas no Céu, ah! sê-lo-á face a face! E, então, como nos abraçaremos!” (Cartas de S. Francisco Xavier, XCIII, n.3).
Realiza-se assim a palavra da Escritura que diz:
“O amigo fiel é um remédio que dá a vida e a imortalidade, e os que temem o Senhor encontrarão um tal amigo” (Eclo 6,16).
Pela morte, Deus separa, por um tempo, o que uniu na terra por amor, para reunir tudo depois numa vida melhor e sem fim na eternidade.
A morte não é o aniquilamento estúpido que pregam os materialistas sem Deus, mas o renascimento da pessoa.
Só o cristão valoriza a morte e é capaz de ficar de pé diante dela. Deus não nos criou para o aniquilamento estúpido, mas para a sua glória e para o seu amor. Fomos criados para participar da felicidade eterna de Deus.
E não desesperemos da salvação de ninguém, mesmo daquele que morreu sem fé. No último instante de vida Deus pode salvar muitos. Nossa Senhora sabe conseguir para muitos, ainda que na última hora, a graça do arrependimento e da conversão.
S. Francisco de Sales dizia que “entre o último suspiro de um moribundo e a eternidade, entre Deus e a alma se passam certos mistérios de amor que só no céu conheceremos um dia”.
Vamos nos surpreender com muitos que foram salvos.
Não podemos também  nos desesperar com a salvação dos que praticaram o suicídio. A Igreja nunca anunciou o nome de algum condenado, embora já tenha canonizado milhares de santos.
Na vida de S. João Maria Vianney há uma passagem maravilhosa. Uma manhã ele celebrava a santa Missa, e notou no fundo da igreja uma mulher vestida de preto, que chorava continuamente. Seu marido havia se suicidado; pulara de uma ponte e se jogou para morrer em um rio. A esposa o julgava condenado por Deus, e por isso chorava copiosamente.
Ao terminar a Missa, o santo passou pela mulher e disse no seu ouvido: “Pare de chorar. Teu marido está salvo; está no Purgatório; reze por ele.”
A mulher quis saber como Deus o tinha salvado. Ao que o Cura D’Ars lhe responde: “Lembra-se daquele oratório que você tinha no seu quarto, com a imagem de Nossa Senhora? Lembra-se que, mesmo sem fé, ele rezou algumas vezes com você? Por causa disto Nossa Senhora conquistou para ele a graça do arrependimento, no último instante. Entre a ponte e o rio, ele se arrependeu, e Deus o perdoou.”
São Bernardo gostava de repetir que “o servo de Maria, jamais perecerá.”
Deus é Justiça e Misericórdia; mas a Misericórdia supera a Justiça. E Nossa Senhora é Mãe de misericórdia.
Providenciemos os sacramentos para os doentes graves. Devemos trazer para os doentes em risco de vida a Unção dos Enfermos, que consola, perdoa os pecados, cura, e, se for da vontade de Deus o prepara para acolher a morte sem medo. É uma grande caridade para com o que padece.
A morte nos assusta, mas é preciso saber que quem viveu no Coração de Jesus há de morrer neste Coração misericordioso, que fará prodígios nesta hora.
Um ato de resignação e confiança em Deus pode fazer do pior pecador um justo diante de Deus; é o que nos ensina a salvação do bom ladrão. Lembremos de Madalena, de Zaqueu, do filho pródigo. Por isso é preciso dar confiança aos agonizantes.
Precisamos aceitar a própria morte conformados com a vontade de Deus. Santo Afonso via nisto um gesto semelhante ao dos mártires. Pascal dizia que “a morte é a nossa última oferta a Deus”.
Na Igreja a morte é natalício; ela celebra a festa dos seus santos no aniversário de morte e  não de nascimento.
Santa  Teresinha disse ao morrer: “não morro, entro para a vida”.
Você já reparou como morrem os animais? Mesmo os mais fortes e ferozes se curvam silenciosos diante da morte. A águia, quando a presente, voa para o pico mais alto, e ali espera a morte; é por isso que ninguém acha uma águia morta. O leão feroz, na hora da morte, queda silencioso nas sua toca… e espera o fim em paz.
Precisamos aprender também a morrer; se preparar para a morte, em primeiro lugar vivendo bem, de acordo com a  Lei santa de Deus, e em segundo lugar, aceitando-a segundo a vontade de Deus. Peça a Deus, por Nossa Senhora, São José e São Francisco, a graça de acolhe-la como “irmã”.
A árvore cai sempre do lado em que viveu inclinada; se vivermos inclinados ao Coração de Jesus, nele cairemos.
São João da Cruz, doutor da Igreja, expressa bem o sentido da morte para o santo:
“Para quem ama, a morte não pode ser amarga, pois nela se encontram todas as doçuras e alegrias do amor. Sua lembrança, não é triste, mas traz alegria. Não apavora, nem causa sofrimento, pois é o término de todas as dores e o início de todo o bem”.
Esse aspecto da morte: “término de todas as dores”, era de fato relevante para os santos, pois, para eles a vida é uma luta, como dizia São Paulo, “o bom combate” (2 Tm 4,7). É nesse sentido que o Apóstolo dizia que: “Para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro” (Fil 1,21).
Quando nós também pudermos dizer isso, convictamente, estejamos certos de nossa santificação.
Santa Teresinha não se cansava de exclamar:
“Tenho sede do Céu, dessa mansão bem-aventurada, onde se amará Jesus sem restrições. Mas, para lá chegar é preciso sofrer e chorar; pois bem! Quero sofrer tudo o que aprouver a meu Bem Amado, quero deixar que Ele faça de sua bolinha o que ele quiser”.
São Francisco de Assis chamava docilmente a morte de “Irmã morte”. Como chegou a esta tranqüilidade diante da morte? Primeiro,  é claro, pela santidade de sua vida, mas também porque aceitava a morte, e todas as coisas, sem resistir. Temos pânico da morte porque a rejeitamos radicalmente, e quanto mais a rejeitamos, mais ela se torna nossa inimiga. É por isso que ela se tornou o flagelo da humanidade, de tanto ser rejeitada. Acolhida, ela se tornou “irmã” para  S. Francisco. Assim, de inimiga ela se transforma em amiga.

Do livro: Sofrendo na Fé (Prof. Felipe Aquino)

domingo, 29 de outubro de 2017

Sobre ipês floridos


Como você está?
Vivendo, continuando,
essa vida e seus vazios,esse buraco no peito, esse nó na garganta,esse tempo estranho, parece que ontem é hoje,amanhã será ontem, horas que se perdem,coitadas, mais confusas que o nosso coração,mas, afinal, tem essas coisas que fazem a nossa continuidade,o café quente, a música que acalma, os amores que ficam,o ipê florido na estrada, que espera, pacientemente,nossa passagem, nossos olhos, nossa continuidade...


(Teresa Gouvea)

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Sim, tenho saudades.

Tenho razão de sentir saudade,
tenho razão de te acusar.
Houve um pacto implícito que rompeste
e sem te despedires foste embora.
Detonaste o pacto.
Detonaste a vida geral, a comum aquiescência
de viver e explorar os rumos de obscuridade
sem prazo sem consulta sem provocação
até o limite das folhas caídas na hora de cair.
Antecipaste a hora.
Teu ponteiro enlouqueceu, enlouquecendo nossas horas.
Que poderias ter feito de mais grave
do que o ato sem continuação, o ato em si,
o ato que não ousamos nem sabemos ousar
porque depois dele não há nada?
Tenho razão para sentir saudade de ti,
de nossa convivência em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso, voz
modulando sílabas conhecidas e banais
que eram sempre certeza e segurança.
Sim, tenho saudades.
Sim, acuso-te porque fizeste
o não previsto nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste
Carlos Drummond de Andrade

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Quando é que a dor da perda de um filho vai embora?


Isso é uma pergunta válida e que todos os pais que perdem um filho fazem a si mesmo e a outros. Essa dor é insuportável, é como um pesadelo desde o primeiro segundo após a perda e os pais muitas vezes não conseguem Imaginar continuar a viver assim...
A verdade é que sempre haverá dor, ela é excruciante no começo, incontrolável nos dias seguintes e suportável após alguns meses, anos...
Não existe "uma coisa" que ajuda a tirar a dor, mas o tempo permite-nos compreender a grandeza do que aconteceu, e a partir daí começamos a aprender a superar nossos dias aqui na terra enquanto focamos no sonho, o de rever o nosso filho no céu. Sempre haverão colapsos, sempre cairão lágrimas incontroláveis e dolorosas, sempre haverão os "gatilhos" emocionais...
A dor imobiliza, nos coloca em um mundo à parte... Mas após algum tempo lembramos mais a vida de nosso filho do que a sua morte. E isso parece ser o ponto crítico para muitos; pois pode estar aí o ponto onde você não mais sofrerá apenas, mas começará a sentir o despertar da esperança do reencontro.
Deus abençoe hoje todos os pais que perderam seu filho com um pouco de paz!
Copyright© Grieving Mothers Group
Trad. e adap. Flávia Rott

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Dói


Hoje eu só queria falar de coisas boas, aquelas que nos fazem suspirar, que nos leva nas asas da imaginação para um lugar muito distante, de uma beleza jamais vista.
Queria falar de coisas que nos roubam sorrisos, que fazem os olhos brilharem, que faz o coração explodiar de felicidade.
Mas; por mais que eu fuja das palavras tristes e melancólicas, elas me perseguem e eu não consigo escapar...
É difícil conviver com a dura e cruel realidade...
Sinto dores...
Dor esta que me fere a alma...
Dor que se aloja e toma conta de todo espaço existente.
Dói só de pensar...
Dói o lembrar...
Dói olhar em volta e não ter, não encontrar, não mais saber....
Dói ter que continuar...
Dói só de imaginar...
Dói se fazer de forte...

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Carta do Céu

Carta de um anjo
Oi mamãe, como vai aí na terra?
Mamãe não se preocupe comigo, eu estou muito feliz aqui no céu, tenho bastante amiguinhos. Tem muitos anjos por aqui!
Sei que a senhora sente muito a minha falta, eu também sinto muito sua falta, pois minha passagem na terra foi muito curta, o papai do céu te escolheu para ser a minha mamãe pois ele sabia que mesmo a senhora não podendo ficar comigo, iria me amar para o resto da sua vida. Mamãe, aqui é tudo tão lindo, tenho amiguinhos que me disseram que sofriam muito aí na terra e Deus os trouxe de volta aqui para o céu, pois aqui era o lugar deles e o meu também.
Mamãe fala para o meu papai que aqui eu jogo bola, a gente faz um time de meninas e meninos, brincamos o dia todo, aqui só tem sorrisos, alegria e amor de sobra.
Sabe mamãe, tem dias que ouço a senhora chorando e se perguntando porque o papai do céu me recolheu de volta, sabe mamãe, ele me disse que todos nós temos uma missão aí na terra, a minha foi ser seu filho(a) ele me prometeu que a senhora seria uma boa mãe e o que o papai seria meu melhor amigo, e que vocês iriam me amar eternamente.
Eu irei te amar eternamente, e algum dia iremos nos encontrar.
Sei que a senhora não pode ver meus primeiros passos e não poderia me ensinar a andar, sabe porque mamãe? Eu nasci anjo, e anjo já nasce sabendo voar.
Bom mamãe, eu tenho que ir! Em breve falarei novamente com a senhora, e não se preocupe comigo, eu estou feliz, estou bem, o papai do céu cuida de todos nós.
Um beijo do seu anjo!
By Raquel Almeida

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Somente isso posso fazer...

Hoje minha anjinha faria 6 anos e 4 meses, é um dia que não esqueço, dia 17. Fui ver sua casinha, molhei as florzinhas... Somente isso posso fazer... Te amo!

domingo, 15 de outubro de 2017

aniversário de casamento da mamãe e papai


Hoje mamãe e papai fazem aniversário de casamento, são 12 anos, bodas de seda, e não poderia deixar de postar a alegria  que essa data me proporciona.

 Quando casei sonhava com a união eterna, selada por Deus nos céus, pois havíamos nos conhecido na Casa de Deus e hoje tenho a certeza disso, depois de tantos altos e baixos que já passamos, nada e mais ninguém poderá nos separar.Somente ele, Deus,e  peço a Deus que quando esse dia  chegar que ele continue essa união e que possa estar junto também na eternidade, junto com você, nossa bebezinha...
Percebi em todos esses anos que não existe mais ninguém aqui na terra capaz  de me fazer totalmente feliz, me compreender e simplesmente ser meu namorado, meu amigo e companheiro. Deus escolheu direitinho esse homem para mim.

Ah minha anjinha como eu queria que você estivesse aqui para sentir esse amor ue temos um pelo outro e os dois por você... Te amo!




quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Aniversário sem você...

Hoje é aniversário da mamãe Letícia. Como gostaria de ter você aqui para me dar aquele beijinho, aquele abraço...Mas um dia vai dar certo para nós comemorarmos juntas!
Hoje a mamãe atendeu uma menininha de 6 anos, na terapia brincamos, lembrei de você...Podia ser com você...
Hoje a mamãe pediu para uma amiga da mamãe fazer uma postagem e olha que linda ficou, minha bebezinha  mora no Céu! Te amo!

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Dia 10/10

Minha anjinha amada, já são 6 anos e 2 meses que você me deixou e foi para o Céu. Mamãe ainda não se conforma, mas, não adianta se questionar se foi vontade de Deus ou não...Você foi... Espero que ainda onde esteja, seja feliz, é isso o que toda mãe quer e eu quero isto para você! Seja feliz! Foi bom o tempo que passou conosco! Foi bom ter te conhecido, ter te amamentado, te ter no colo...São momentos inesquecíveis...Te amo sempre!

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

O coração de uma mãe que perde sua filha

PERDER UMa filha queima como brasa todos os dias, quebra como vidro em milhares de pedaços, se embaralha como um quebra-cabeças. No coração de uma mãe que perde uma filha fica um grande buraco que não tem fim, um túnel escuro, uma sombra que não consegue ver a luz, e ele morre todos os dias com a falta que seu filho querido faz. Sentimentos de tristeza, desânimo, dor, culpa, revolta, angústia, desespero, saudade, sentimentos que tentamos todos os dias substituir pela esperança, fé e amor que não se acaba com o tempo nem com a distância, sentimento da esperança do reencontro, de tocá-los novamente, beijá-los, de pensar que eles ainda continuam vivos e perto de nós. O coração de uma mãe que perde sua filha nunca mais será da mesma maneira, ele é manchado pelas lágrimas da saudade todos os dias. Meu coração é da minha filha querida, que agora pertence a Deus, meu coração não bate mais com alegria, ele apenas bate, mas um dia, quando eu fechar meus olhos para esta vida terrena, meu coração voltará a bater cheio de felicidade, quando eu puder abraçar minha filha novamente uniremos nossos corações para sempre, porque hoje estamos unidas sim, unidas pelo grande amor que sentimos uma pela outra, porque nosso amor supera a morte, a distância, o tempo. Eu te amo minha filha querida. Sua para sempre: Mamãe

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Teu dia minha anjinha!

Hoje dia 02/10 dia do anjo da guarda, teu dia minha filha ! Minha anjinha!

Hoje a mamãe conversando no Face encontrou a mãe de outra Letícia e irá dar as toalhas que bordei para você, para ela, sei que você ficará feliz com esta atitude da mamãe. Te amo minha anjinha! Proteja a mamãe e o papai!

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Cartinha linda que veio do Céu


QUERIDA MAMÃE

Tu que me guardaste em teu ventre aquecido e do mundo fui protegido...
Tu que me trouxeste para a vida, o que mais poderia querer?
Me deste um cantinho dentro de ti e já crescidinho nasci para te conhecer...

Em teus braços fui acalentado com teu amor e dedicação.
Meu coração por ti, todos os dias acariciado...
Te conhecer por fora é só uma forma de nos fortalecer para o mundo, mas o que há de mais profundo vem do teu íntimo Ser...
Oh! maravilhosa Criatura...Nascida do Amor Divino
que me amparava em todos os momentos do meu Viver!
O que mais poderia querer?
Rogar com todas as forças, que Deus te abençoe mamãe não estou ao seu lado mais sinto suas lembranças e isso me faz reviver...que maravilha ...
você nunca estará sozinha Querida Mamãe!

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Tornei-me outra pessoa

No dia em que minha filha faleceu
Eu me tornei uma pessoa diferente
Total e completamente diferente.
Alguém que nem mesmo eu conhecia!

Não sou quem eu era
Definitivamente, não sou a mesma pessoa.
A única coisa que não mudou em mim
Foi o som do teu nome.

Chorei mais do que jamais havia chorado.
Eu desmoronei, fiquei destruída...
Meu coração dói diariamente,
A dor jamais vai parar.

Como mãe, te dei a vida e um amor
incondicional, incomparável e único.
Quando você voltou ao céu meu anjinho,
Tornei-me outra pessoa,
mas jamais deixarei de ser sua mãe!

By Lisa McCann
Febuary 2014
Trad. e adap. por Flávia Rott

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Quando perdemos nossos filhos passamos a viver “com” e “ se”...

Para uma mãe que perde um filho, falar do passado é relembrar tudo que junto viveram, é a mais pura satisfação e não a condene e nem a julgue você não conhece essa dor, você não consegue nem imaginar.
Pois ainda que imagine seu filho vai estar ao seu lado,
pode estar em outra cidade, pode morar até em outro país.
Até pode não mais conversar com você por algum motivo...
Mas lembre-se, ainda assim ele vai estar presente e vivo na sua história.
Conosco não:
Se perde ainda no ventre, imaginamos como seria sua carinha,
Se perde ainda criança, como seria quando crescesse, e assim sucessivamente.
Quando perdemos nossos filhos passamos a viver “com” e “ se”...
E isso dói e dói muito, dói demais!
Sandra Mattedi

domingo, 17 de setembro de 2017

Estaria, seria, seríamos...

Estaria completando 6 anos e 3 meses, teríamos ido na festa do primo, estaria cansada de tanto brincar, como estão a Lilika e Doguinha... Seríamos tão felizes...Uma família! Passe o tempo que passar eu nunca entenderei o que fiz para não merecer ter uma família como todos tem...❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

dedicado a todas as pessoas que perderam alguém que ama.

Anjos que nos deixam
Por que as pessoas que mais amamos nos deixam tão cedo? Será que suas missões na terra são tão curtas; será que elas vieram unicamente nos fazer felizes por um tempo tão mínimo, nos ensinar coisas que jamais aprenderíamos com anos de amizade com outra pessoa; mostrar-nos cedo, a beleza que a vida tem; fazer-nos sorrir em horas em que ninguém mais faz, e nos ensinar a fazer isso quando forem embora; mostrar-nos que dinheiro algum, paga momentos com pessoas que amamos; ensinar que ao reconhecermos nossos erros, nos tornamos mais fortes e crescemos, se for assim, podemos considerar essas pessoas pequenos anjos, que veem passar um tempinho na terra, anjos da guarda que nos ajuda quando mais precisamos, e quando nos tornamos fortes e podemos nos cuidar sozinhos, voltam para perto de Deus.
As pessoas entram e saem de nossa vida por algum motivo, no momento certo, mesmo quando são tiradas de nós repentinamente; devemos agradecer a elas por tudo que nos fizeram em vida, e aceitarmos a vontade do criador.
Texto dedicado a todas as pessoas que perderam alguém que ama.
(José Magalhães)

domingo, 10 de setembro de 2017

Saudades sem fim...

Letícia
 6 anos e 1 mês de saudades...
Saudades sem fim...
O tempo passa mais sua ausência faz com que as coisas parem no tempo.
Os dias já não são tão perfeitos assim sem você aqui.

O sol já se pôs a dor não se foi....
O que é que eu vou fazer???
Cansei de chorar, cansei de sofrer
Deus faz me reviver em meio a provação o milagre que é um preciso está em Ti.

sábado, 9 de setembro de 2017

Para as mães que choram como eu


Ah, como sei o que sentem, como sei como choram, como sei do pensamento que vaga procurando o por que?
Como sei como é doída a saudade.
Como sei das lágrimas derramadas à noite ou debaixo do chuveiro.
Como sei a dor de ouvir uma palavra, uma música que nos lembra forte de quem partiu.
Mas, devo repassar o meu alento, repassar o meu conforto.
Todas as noites meu último pensamento é para minha filha (Deus me compreende) e fico na expectativa de sonhar com ela.
E sonho, e o abraço e o beijo e acordo com com a sensação das suas mãos acarinhando meu rosto, a sensação do seu beijo morno.
E assim, 06 anos se passaram, sem que eu ficasse um só dia sem chorar a saudade, sem lembrar e sem amargurar a vida que não vejo passar.
Meu conforto são os sonhos, como é bom sonhar com ela.
Quando ela se foi, estava com a cabeça raspada, (Da UTI).  No sonho, o cabelo é  crescido.
Hoje, sonho com ela ainda bebê.
Por isso, minhas irmãs de saudade e dor, vivam com a expectativa de sonhar com seus filhos, vivam como eu vivi, porque no sonho, a gente vê, a gente sente, a gente vai com eles, a gente vive com eles.
No sonho, a partida é a chegada.
No sonho, a morte é a vida.
No sonho, as lágrimas são de alegria.
No sonho, a vida é real.

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

" Que dor é essa? "


Que dor é essa que faz o ser perder o chão , ficar sem rumo, vagar em vez de andar?
Que dor é essa que arranca o coração e todo sentimento se transforma em saudade ?
Que dor é essa que dilacera os músculos, os ossos, todos os órgãos, a alma?
Que dor é essa que faz o dia ser uma eterna noite sombria e sem estrelas?
Que dor é essa que derrama dos olhos lágrimas que mais se assemelham a lava que queima e destrói o caminho por onde passa?
Que dor é essa que transforma a respiração em estado de coma?
Que dor é essa que nubla os sentidos e nos torna sonâmbulos da vida?
Que dor é essa que arrasta os sonhos e os transformam em pesadelos?
Que dor é essa que isola corações e nos prende a incerteza?
Que dor é essa que dói, dói muito, uma dor sem fim, a dor ?
É a mesma dor que acorda o ser .
É a mesma dor que faz o ser pensar sobre os porques da vida.
É a mesma dor que empurra alma em busca de si mesma.
É a mesma dor que dita a obrigação do pensar.
É a mesma dor que transforma saudade em ação positiva.
É a mesma dor que afirma que não há distâncias para quem se ama.
É a mesma dor que ensina, educa, demonstra a urgência em se modificar.
É a mesma dor necessidade , evolução, progresso.
É a maior dor , mas pode se transformar na dor capaz de modificar existências e afirmar que amor não se separa, não morre, não acaba .
É a dor do amor.
Que dor é essa?
A dor da perda de um filho...
Fábio Figueiredo

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Minha Filha, Minha Flor

Assim como mudam as Estações
Se acaba o Frio de um Inverno
E se espalham pela vida
As flores de uma Primavera

Aquele Domingo foi assim
O Sol pela manhã anunciava
Setembro trouxe o perfume que me faltava

Filha menina escolhida por Deus
Pra fazer sorrir a nossa vida
Com você os meus dias serão Primavera
A Flor mais bela que Deus plantou em meu jardim

Filha menina escolhida por Deus
Pra fazer sorrir a nossa vida
Com você os meus dias serão Primavera
A Flor mais bela

Tão Bela, quanto as Rosas, preciosa
Como um Lírio dos Vales
Seu nome é forte
Como a Flor que resiste ao Deserto
Seu sorriso em minha memória
Estará sempre guardado
Tão Bela, preciosa
Filha amada do Pai

Bela, tão Bela
Seu nascer transformou minha história

Filha menina escolhida por Deus
Pra fazer sorrir a nossa vida
Com você os meus dias serão Primavera
A Flor mais bela que Deus plantou em meu jardim



quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Sou Mãe de um anjo

Sou mamãe de um anjo ,,,sou sim ....
Vieste até mim em silencio...
Vieste e estiveste aqui comigo ,dentro de mim...
Não dei por ti ,até ser tarde de mais...
E valeu a pena,cada segundo que te senti ,mesmo que isso tenha significado tua partida...
A dor ,o medo ,a tristeza,nada disso se compara com a alegria de saber que te tive ,mas tu não pudeste ficar e tiveste de me deixar aqui,sozinha e triste
...
Eu compreendo,és mais importante noutro lado ,estava destinado a algo maior, a algo especial...
Eu fui apenas o veiculo p/ chegares onde estás agora ...
Eu compreendo,mas doi tanto.....doi-me a alma Meu Anjo.
Sinto-me despedaçada por dentro ,falta-me um pedaço de mim ,falta-me "tu"!!!!
Eu sei que não podias ficar.
Eu sei que te sacrificaste por mim.
Eu sei que está em um lugar melhor.
Eu sei....Eu sei ...
Agora ,está comigo em cada lagrima ,esta comigo p/ sempre és parte demim e eu sou parte de ti .
Sou Mãe de um anjo
Sou Mãe de uma estrela
E isso é algo que só eu e tu podemos entender ,onde quer que eu estejas...."Anjo"
Quero que saibas que Te Amo e que nunca Te Esquecerei.
É altura de partires p/ a tua estrela ,agora
É altura de te deixar partir "Vai meu Bebê Eterno "."Vai e porta-te Bem" .....
Autor desconhecido

domingo, 27 de agosto de 2017

Deus Me Mandou Você

Eu nunca pensei que eu pudesse amar
Alguém como eu te amo, meu amor
Minha estrela guia, meu lindo céu azul
Minha flor-de-lis, com você sou feliz
...
Um amor além da vida
Um amor além de tudo
Amor que é puro e resumido
Eu te amo, uô uô uô
Eu te amo, uô uô uô

Carlos & Jader