quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Eu sonhei...


Toda menina sonha desde quando  brinca de boneca em ter um bebê de verdade... Logo que engravida a mulher sonha... Como será seu rostinho, será que vai dar trabalho ou será bonzinho...
Passa nove meses carregando aquele ser tão importante dentro de si... Cuida... Sonha... Ama como se já fizesse parte da sua vida há muito tempo...
Toda mãe passa noites sem dormir... E mesmo quando pode, fica ali velando seu soninho...
Toda mãe chora quando o filho chora... Ri quando ele ri... Faz planos para o seu futuro...
Acho que a lei da vida deveria ser assim:Deus jamais deveria permitir que uma mãe visse seu filho partir...jamais deveria deixar que uma mãe velasse o corpo de seu filho...um filho que ela sonhou para a vida...não para a morte...
A mãe que deveria ser enterrada pelo filho,não ao contrário.
Quer dor pior que essa,escolher a roupinha,o caixãozinho para enterrar um filho???????
Acho que não existe no mundo uma mãe que perdeu seu filho não pensar assim...
Mas esses anjinhos que vem e vão tão depressa... São presentes especiais entregues a mães especiais... Mães em que Deus confiou seus anjos, para que o pouco tempo que vivessem aqui na Terra, vivessem com o mais pleno amor e cuidado... Anjos que tem uma missão... Nunca vem em vão...
E como ser diferente?Como não amar e não se emocionar com anjos?
Eu me questionei muito o porquê comigo.
Já questionei porque que filhos de mulheres que usam drogas e não estão nem ai com seus filhos não nascem assim...Hoje eu sei POR QUÊ!
Porque Deus jamais confiaria a uma pessoa assim um ser tão especial, um presente tão raro, uma chance de poder conviver com alguém tão abençoado.
Eu agradeço a DEUS que me permitiu conviver por 54 dias com minha Letícia...
Letícia é uma anjinha... Voltou para o lugar dos anjos, junto de Deus...
Mas continuará para sempre sendo minha filha... E um dia nos reencontraremos...
 Letícia sou feliz pelos 54 dias que passamos juntas!Te amo!

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Nada de novo acontece..


O tempo passa...Nada de novo acontece...o mundo parou apenas para mim!!
Sinto você aqui.
Ainda sonho com você,sinto sua presença E ainda desejo tanto ter você de volta.
O meu amor é imortal...jamais esquecerei de ti minha bebezinha.
Te amo para sempre... 

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Triste Vida



Recordo e tenho saudade da felicidade que eu tinha
Não posso acreditar que um dia você já foi minha
...
Não sei se choro ou se canto ou afogo meu pranto e qualquer bebida
Só sei que estou magoado por ser o culpado desta triste vida.
(Triste Vida Valderi e Mizael)

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Meu amor é forte, ele vence a inexistência


Letícia 

Eu te amo como se ama um cachorrinho verde.
Porque meu amor por ti foge da lógica e da razão.
Eu sei, eu sei; cachorrinhos verdes não existem.
Por isso meu amor é forte, ele vence a inexistência.
E superou o senso comum, que ama só o que é normal.
(Mario Quintana)

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Você foi muito mais do que eu sonhei


Letícia
 Todos os dias eu me lembro de você e a saudade aumenta.
Todas as noites  vejo a estrela que mais brilha e lembro de você!!!
Todas as vezes que olhava para você,sentia orgulho de ser sua mamãe.
A saudade de ter você perto de mim,a vontade de estar perto de você, é tudo sem limite!!!
O buraco que está dentro do meu coração,nunca será preenchido!!!
Um pedaço do meu coração se despedaçou porque você partiu
Pois a saudade é de mais, quase não consigo viver!!!
Você foi muito mais do que eu sonhei ,mas você se foi, mas não foi do meu coração!!!E vai continuar aqui enquanto eu respirar. 

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Não se engane com meu sorriso


O tempo passou, mas dentro de mim nada mudou… Todas as noites eu tento não se lembrar da cena horrível que foi a ver sendo sacudida, na UTI, dentro do caixão e enterrada, tento não chorar muito, tento pensar nela como uma anjinha…
Estou nas mãos de DEUS, pois não somos nós que decidimos nada em nossas vidas, definitivamente nada… Aprendi isso na dor…
No mais, meu tijolo está aqui, no meu bolso, sendo carregado dia após dia…
Não se engane com meu sorriso, ele está ali por que precisa estar, mas eu choro por dentro ao ver tantas crianças em condições precárias, passando fome, sendo maltratadas pelos pais, sem amor, sem paciência, sem carinho…
Meu amor só aumenta, pois ao devolver um filho a DEUS aprendemos a forma de amar mais complicada… A distância…
Te amo Letícia!

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Hoje, tudo são recordações e saudades...


Letícia desde que você estava no meu ventre eu falava do meu amor por você... Tão incondicional e desmedido!Como eu estava extasiada por ter uma filha! Hoje, tudo são recordações e saudades...
Hoje, amo-te ainda mais que ontem, e sinto que você está em tudo que vivencio. Nos lugares por aonde vou, nas músicas que ouço nas pessoas que encontro... Viva em tudo.
Sua lembrança permanece viva em minha memória. Às vezes, me acalenta me faz sorrir. E em outras vezes, tortura-me, provoca lágrimas incontroláveis.
Você vive em mim. A cada momento sinto como se você tivesse acabado de partir. Mas a saudade que sinto de você e essa distância que nos separa não me faz amar-te menos. Com o tempo passa... Disseram-me muitas vezes. Ao contrário, amo-te hoje mais que ontem. E agora de uma forma quase que absoluta.
Tudo que nós vivemos, é como um filme em minha memória. Sinto ainda teu cheiro. Ouço teu chorinho.
Beijos minha bebezinha
Amo-te. Eternamente!!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

A saudade sufoca, desespera, sangra!


Com o tempo passando, todos diziam que a dor iria amenizar, mas cada vez dói mais, cada vez que arrancamos a casquinha da ferida, tudo volta à terrível sensação de perda, as lembranças dos dias de alegria quando podíamos ver seu olhar, quando podíamos te pegar no colo, embalar seu sono, cantar canções pra você, minha bebezinha.

Meu maior sonho era poder de tocar novamente, e a cada dia que passa a saudade dói mais, porque a saudade sufoca, desespera, sangra!

Letícia,minha bebezinha, te amo mais que tudo, você é a razão de continuar vivendo, vivendo de esperança, vivendo da certeza, que te verei de novo!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Letícia você vive dentro de mim!!!!


“Só superamos a tristeza quando entendemos que perder não é sinônimo de não ter. Quem morreu já não está no mundo, mas pode existir em nós.”
 Betty Milan

Letícia você vive dentro de mim!!!!

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Tenho que ser forte


Hoje estou passando aqui para te dizer que te amo muito! E que nunca se esqueça disso. Estou tentando levar minha vida para frente, ignorar os comentários chatos e agradecer pelos belos. Sentir sua falta me faz perder o chão, mas você está aí para me dar forças de continuar minha vida com você no coração! Tenho que ser forte, pois toda mãe deve ser e quero que você tenha orgulho de mim! Eu te amo muito minha linda, olhe por mim e pelo seu pai! Bjo

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Seria...1ano e 8 meses


Minha amada bebezinha... Hoje você estaria completando 1ano e 8 meses.

Hoje queria enviar uma mensagem para o céu
Pegar num pedacinho de papel e colocar nele todo o amor que sinto por ti, dobrá-lo com a imensa saudade que sinto e enviá-lo com a força de toda a certeza que guardo no coração:
 Você será para sempre a minha filha amada!
Saudades sem fim... 
Como gostaria que estivesse aqui comigo,falando,dando gargalhada,andando,pulando, correndo... Estaria assim? Não sei... Poderia estar debilitada após varias internações, fazendo inalações, tomando enzimas, dieta hipercalórica... Tratamento para F.C. Poderia estar na cama, cadeira de rodas, sonda para se alimentar, indo para escola especial, após a PCR. Nunca saberei como estaria.A minha esperança é acreditar que a vontade de Deus era que ela não sofresse e por isso vive feliz no Céu,foi escolhida e acolhida por Deus e eu tenho que me orgulhar por ter um anjo em minha vida!

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Espero por você em meus sonhos


Letícia, durmo na esperança de sonhar com você
Busco você incessantemente em cada sonho
Tenho que contentar-me com sonhos
Já que a realidade tornou-se um pesadelo
Pesadelo desesperador em minha vida
Venha Letícia, sempre!
A saudade é o sentimento mais urgente
Tenho urgência de você
Não tenho pressa de acordar
Espero por você em meus sonhos
Somente assim acalmo a minha alma
Acalmo o meu triste coração
Não esqueça Letícia
Temos o nosso encontro marcado
Em meus sonhos
Não falte, por favor!
Espero-te!
Te Procuro em Sonhos
Mas só te encontro em pensamentos...
Te procuro, mas só te encontro no meu coração
Doendo de saudade de você...
Uma fuga de mim,um abandono que me tortura....
Você esta em meu coração...
E em cada estrela,tento pensar em você e ser feliz!

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Hoje é aniversário de 10 anos de Conhecimento!

Há 10 anos...

Hoje não é aniversário de namoro, nem de noivado, nem de casamento!Hoje é aniversário de 10 anos de Conhecimento!
Há dez anos meus olhos viram,minha pele sentiu o que se tornaria eterno.De mãos dadas nos conhecemos de mãos dadas permanecemos...
Quero aproveitar o Aniversário de Conhecimento do papai e da mamãe da Letícia, para mais uma vez dizer ao papai da Letícia o quanto ele é importante pra mim, e o quão essencial é que ele faça parte da minha vida para sempre!
Ele é importante pra mim, porque ele foi e é um ótimo pai... (Um pai que viu nascer e viu morrer)
Mesmo, eu tendo tantos e tantos defeitos ele prefere amar as minhas qualidades, ele me enxerga com olhos que eu mesma não consigo enxergar.
Ele sempre me faz sorrir... Lembro que ele conseguia isso até mesmo nos meus momentos difíceis com minha anjinha.
Ele contribuiu, para que eu tivesse o bem mais precioso que tive na minha vida, com a melhor parte de mim, que é a minha anjinha Letícia
Com a passagem da Letícia em nossas vidas, nosso amor se tornou evidente, essencial...
Ele é companheiro, parceiro... Sempre esteve ao meu lado para o que der e vier.
Parabéns para nós dois!!!!

Te amo Letícia e Luiz Carlos!

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Letícia, você me deixou órfã.


Letícia, você me deixou órfã. Eu sinto muito sua falta. Sei que estás em um mundo melhor agora. Mas, não há como não sentir sua falta, e chorar por tua ausência física. Porém, eu a abençoo filhinha amada e agradeço a Deus sua passagem por aqui. Agradeço por sua vida. Assim como agradeço por sua morte. Por mais estranho que isso me pareça... Por mais contraditório que seja este sentimento. Mas, eu percebo Letícia, que prolongar sua vida por aqui seria colocá-la frente a intensas provações e perigos. Deus faz sempre tudo muito certo, e por isto, eu creio que Ele te poupou. Livrou-te de uma vida de sofrimentos. Por isso, meu agradecimento por sua morte ter acontecido de forma tão serena e nos desígnios de Deus.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Falta você Letícia!


É assim que me sinto...

Algo estranho me acompanha hoje.
Tudo parece tão vazio e sem graça.
Dentro de mim, uma sensação incompreensível
Parece que me arrancaram algum pedaço...
O que está acontecendo?...
É o que me pergunto a cada momento.
No rádio, uma música triste...
Uma lágrima
Vinda de algum lugar secreto, sem avisar
Percorre minha face e molha o pedaço de papel...
Meu pensamento acompanha a melodia triste
voo para longe, para seus braços.
Flagro-me relembrando cada minuto em que estivemos juntos
Como se pudesse te sentir por perto,
mesmo que a distância nos separe...
Só então pude entender o que faltava
para o meu dia ser perfeito:
VOCÊ, AO MEU LADO!
(Autor Dyana Silva)


terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Cantando para minha anjinha


Há alguns dias estou com uma musiquinha na cabeça que cantava muito para meu sobrinho quando ele tinha a idade que a Letícia teria,mas, hoje sinto a musiquinha um tanto triste...Mas no final dá tudo certo!Essa é para você Letícia!Escute a mamãe cantar:

Cinco patinhos foram passear
Além das montanhas
Para brincar
A mamãe gritou: Quá, quá, quá, quá
Mas só quatro patinhos voltaram de lá.

Quatro patinhos foram passear
Além das montanhas
Para brincar
A mamãe gritou: Quá, quá, quá, quá
Mas só três patinhos voltaram de lá.

Três patinhos foram passear
Além das montanhas
Para brincar
A mamãe gritou: Quá, quá, quá, quá
Mas só dois patinhos voltaram de lá.

Dois patinhos foram passear
Além das montanhas
Para brincar
A mamãe gritou: Quá, quá, quá, quá
Mas só um patinho voltou de lá.

Um patinho foi passear
Além das montanhas
Para brincar
A mamãe gritou: Quá, quá, quá, quá
Mas nenhum patinho voltou de lá.

"Puxa, a mamãe patinha ficou tão triste naquele dia
Aonde será que estavam os seus filhotinhos?
Mas essa história vai ter
Um final feliz, sabe por quê?"

A mamãe patinha foi procurar
Além das montanhas
Na beira do mar
A mamãe gritou: Quá, quá, quá, quá
E os cinco patinhos voltaram de lá.
(Cinco Patinhos Xuxa)

Que bom para a mamãe patinha seus filhotinhos voltaram!

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Letícia, faria tudo de novo para ter você


Letícia minha filhinha querida, amada e esperada, te amei desde o dia que fiquei sabendo que você viria, te esperei com a ansiedade de uma criança, imaginei seu rostinho, que era lindo, me senti completa, você foi minha companheirinha, mesmo que por pouco tempo senti que nunca mais estaria sozinha, obrigada por me fazer sentir o maior amor do mundo, por me fazer mãe, com sua chegada senti que tudo em mim estava completo. Com sua partida vi minha vida acabar e ter que buscar forças para recomeçar, tenho certeza que você é um anjo de Deus, você foi pura e forte, lutou como uma guerreira, como os anjos de verdade são! Tenho orgulho de ser sua mãe, mesmo que por apenas 54 dias!
Letícia, faria tudo de novo para ter você mesmo que do mesmo jeito e pelo mesmo tempo. Te amo mais que tudo em minha vida, você foi minha grande conquista, mesmo estando no colo de Deus e vai ser sempre a minha esperança de Vida Eterna e Reencontro!

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Hoje 1 ano e seis meses...




Hoje como todo dia 10 de cada mês a mamãe sente-se completamente triste, rendida a uma saudade que teima em lembrar a tua partida de uma forma desoladora e repleta de solidão…
Por mais que me sinta abençoada pela bênção da tua existência em minha vida… a mamãe não consegue superar a tua ausência física…
Nesta altura… estaria correndo pela casa,falando,gritando,cantando… com a alegria do teu sorriso… com a tua sublime presença de princesa muito amada por todos…
Porém… resta-me este silêncio… esta dor com que vivo a cada dia… sozinha!
1 ano e seis meses …
Não é um sonho então? Já se passaram 1 ano e seis meses mesmo?
Confesso que todos os dias quando acordo abro os olhos e penso: “é isso mesmo?”
Me sinto jogada dentro de um pesadelo e tento correr para todos os lados em busca da saída, mas ela simplesmente não existe…
Nesse tempo todo descobri muitas coisas, mas a mais chocante é que o tempo passa para todos a sua volta, menos para você, isso é estranho…A minha esperança confortadora é a vida após a morte, é o reencontro…
Letícia me espera !

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Foi vontade de Deus


Li e leio muita coisa, muitos livros e de várias crenças... Apesar de ler, continuo acreditando naquilo que quero e que me alivia: A vontade de Deus! Penso que ninguém morre de alguma enfermidade, de acidente ou por qualquer outra razão, mas pela vontade de Deus. Em outras palavras: somente Deus determina quando uma vida chega ao fim, pois está escrito: “Nas tuas mãos, estão os meus dias” (Sl 31.15). Deus sabia o que era melhor para a Letícia a levou para que ela não sofresse!
Só uma coisa me consola olhando para aquele rostinho perfeito. Deus tem tempo determinado para todas as coisas, principalmente para as nossas vidas. Como só sabemos o começo e nunca o fim, precisamos saber como viver neste mundo. A Letícia foi confiada UM TEMPO. Com certeza ela procurou fazer o melhor dentro do seu tempo disponibilizado por Deus. Se fosse alem, poderia se perder em algum momento ou lugar. Então... O TEMPO foi o cumprido por ela. A saudade? Essa mata!!! porque precisamos do toque, de ouvir a voz e do olhar... Como não os temos!!! Resta a saudade.

Letícia sei que você não queria ir, chegou a vir até antes do tempo para ficar comigo, né? Mas como Jesus aceitou os planos do Pai você também o fez, assim como Maria, também sofro, mas também assim como ela reencontrou seu filho tão amado, eu também reencontrarei você!essa esperança que me faz viver!

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Eu preferia,eu gostaria,eu faria,abraçaria...


Lembro que quando eu tinha a Letícia não via à hora dela dormir para eu colocá-la no berço para arrumar a casa, passar roupas... Hoje vejo como fui ignorante!Penso que ela sabia que ficaria pouco tempo por isso exigia atenção absoluta 24 h por dia! Ainda assim, dei o melhor do meu amor para ela…
Como é a sua casa?
Casa de verdade tem que ser assim:


CASA ARRUMADA
Casa arrumada é assim:
Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.
Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.
Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas…
Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:
Aqui tem vida…
Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.
Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha.
Sofá sem mancha?
Tapete sem fio puxado?
Mesa sem marca de copo?
Tá na cara que é casa sem festa.
E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.
Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.
Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante,passaporte e vela de aniversário, tudo junto…
Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda.
A que está sempre pronta pros amigos, filhos…
Netos, pros vizinhos…
E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia.
Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.
Arrume a sua casa todos os dias…
Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela…
E reconhecer nela o seu lugar. (Carlos Drummond de Andrade)

 Minha casa hoje é uma casa sem vida... Se eu arrumo fica arrumada, não tem bagunça de crianças, não tem móveis marcados com os dedinhos de crianças, não tem um risco de giz de cera nas paredes, os produtos de limpeza ficam num lugar acessível ...Casa com vida para mim é casa onde você escuta de longe uma criança chamar: MAEEEEEEEEEEE!
 Eu preferia chegar em casa do trabalho e ficar ajuntado os brinquedos...para que depois ela jogasse no chão novamente.
Deixaria ela pular em cima da cama depois que tivesse arrumado e mais: incentivaria ela a pular! A Letícia adoraria…
Como gostaria de ver o sofá manchado pelo mamá que caiu...
Como gostaria de estar lavando as roupinhas... Que estão guardadas sem vida... Ou melhor, como gostaria que aquelas roupinhas tivessem manchadas pelo uso e não com etiquetas...
E nunca por maior que fosse o esforço de ter comprado um objeto quebrado por ela nunca a repreenderia… Tudo tem retorno menos à morte. Pode ter certeza, esforço maior ainda é conviver com a ausência dela…
Limparia quantas vezes fosse preciso… Quanta bagunça faríamos juntas...
Quando ela se lambuzasse me lambuzaria também, a Letícia iria A-D-O-R-A-R!!
Enfim, passaria todo tempo possível com ela, a deixaria livre… Com a Letícia não dei ouvidos a teorias psicológicas que dizem que não se deve dormir com o filho, não tem coisa melhor do que dormir com um bebê nos braços... Eu dormi as duas primeiras noites da Letícia com ela nos braços, e dormi com ela nos braços durante os 40 dias em que esteve comigo em casa!E dormiria minha vida inteira com ela!
Abraçaria, beijaria, amassaria, diria “eu te amo”… Muitas e muitas vezes e mesmo assim seria pouco…
Definitivamente não temos o controle de nada, você não sabe até quando terá seu filho perto... Hoje limpo e mantenho limpo o jazigo da Letícia, levo bonecas que permanecem onde as deixo... Num lugar que não lembra nem de longe a vida...
Letícia você é minha vida, tudo para mim, EU TE AMO, onde você está sei que pode me sentir e me ouvir…

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

As lágrimas são materiais com os quais o céu tece seu arco-íris mais brilhante. - F. B. Meyer


O Tempo passa e a saudade é inevitável! Já fui criticada por sentir e exprimir a saudade que sinto da minha anjinha Letícia através do blog,dos compartilhamentos do Facebook e do meu jeito de enfrentar esta situação.E em meio a essa enorme saudade e as muitas recordações quero compartilhar algo que me tranquilizou muito nesses meses tão difíceis e tristes,algo que diz ao contrário do que as pessoas que me criticam,algo que me permite chorar,que me permite um tempo, estou falando do livro Derrubando Golias de Max Lucado, ele escreve no capítulo 10 com sabedoria sobre a morte. O título é Sofrimento Inexprimível. Nele o autor descreve sobre a dor profunda que enfrentam aqueles que vivem tempos de lutas terríveis, e entusiasma os leitores a derramarem com lágrimas suas almas diante de Deus, a expulsar a dor do coração e seguir em frente. Fazer como Jesus: enfrentar a dor, dar um tempo para si mesmo, permitir-se derramar lágrimas. Pois Jesus entende, ele também chorou! Mas, como Jesus, não deixar que a dor leve embora esperança da ressurreição. Segue o capítulo:


Capítulo 10 O sofrimento inexprimível p.89 a 96(O negrito é meu)

Talvez você ouça a notícia da boca de um policial:
— Sinto muito. Ele não sobreviveu ao acidente.
Talvez você ligue de volta para um amigo e receba a notícia:
— O cirurgião trouxe más notícias.
Muitos cônjuges já ouviram essas palavras da boca de soldados com cara fechada:
— Lamentamos informar que...
Nesses momentos, a primavera vira inverno, o azul fica cinza, os pássaros ficam em silêncio e a sensação de frio causada pela dor instala-se. E frio no vale da sombra da morte.
O mensageiro de Davi não é um policial, amigo ou soldado. É um amalequita ofegante com roupas rasgadas e o cabelo todo sujo que dá de cara com o acampamento de Ziclague com a seguinte notícia: "O nosso exército fugiu da batalha e muitos morreram. Saul e Jônatas também estão mortos" (2 Samuel 1:4).
Davi sabe que os hebreus estão lutando contra os filisteus. Sabe que Saul e Jônatas estão lutando pela própria vida. Ele estava esperando o resultado. Quando o mensageiro lhe mostra a coroa e o bracelete de Saul, Davi tem em mãos uma prova inegável — Saul e Jônatas estão mortos.
Jônatas — mais chegado que um irmão. Ele salvou a vida de Davi e jurou proteger seus filhos.
Saul — escolhido por Deus, ungido de Deus. Sim, ele perseguiu Davi. Ele atormentou Davi. Mas ele ainda era o ungido de Deus.
O rei escolhido por Deus — morto.
O melhor amigo de Davi — morto.
Restava para Davi enfrentar outro gigante — o gigante da dor.
Sentimos sua mão pesada sobre nossos ombros. Não em Ziclague, mas em salas de emergência, em hospitais de crianças, em acidentes de carro e em campos de batalha. E nós, como Davi, temos duas escolhas: fugir do gigante ou enfrentá-lo.
Muitos optam por evitar a dor. O capitão Woodrow Call estimulou o jovem Newt a fazer isso. No filme Os Pistoleiros do Oeste, Call e Newt têm de conduzir uma manada de cavalos do Texas para Montana lá pelos idos de 1880.

Quando um grupo de cobras d'água põe fim à vida do melhor amigo de Newt, Call dá-lhe um conselho pela perda, ao estilo faroeste. No enterro, sob a sombra de olmos e na presença de vaqueiros, ele aconselha:
— Fique longe, filho. Esta é a única maneira de lidar com a morte. Fique longe dela.
O que mais você pode fazer? O túmulo instiga tal dor inexprimível e perguntas que não têm resposta. Somos tentados a dar meia-volta e ir embora. Mude o tema, evite o assunto. Esforce-se. Beba muito. Ocupe-se. Fique distante. Siga para Montana e não olhe para trás.
Pagamos um preço alto quando agimos assim. Privação vem do termo privar. Consulte o termo privar no dicionário e você terá "tirar à força, saquear, roubar". A morte rouba você. O túmulo rouba momentos e lembranças ainda não compartilhados: aniversários, férias, passeios à toa, conversas durante o chá. Você fica desolado porque foi roubado.
Nada mais é normal e nunca será de novo. Depois que a esposa de C.S. Lewis morreu de câncer, ele escreveu: "Sua ausência é como o céu, que se estende sobre tudo".
Quando você pensa que o bicho-papão da dor se foi, ouve uma música que ela adorava ou sente o cheiro da colônia que ele usava ou passa em frente a um restaurante onde vocês dois costumavam comer. O gigante continua aparecendo.
E o gigante da dor continua provocando. Provocando...
Ansiedade. "Estou perto?"
Culpa. "Por que não contei para ele?" "Por que não disse a ela?"
Anseio. Você vê casais perfeitos e deseja seu cônjuge. Você vê pais com os filhos e tem saudades de seu filho.
O gigante provoca insônia, perda de apetite, esquecimento, pensamentos suicidas. A dor não é uma doença mental, mas às vezes, é como se fosse.
O capitão Call não entendeu isso.
Talvez seus amigos não entendam isso.
Talvez você não entenda isso. Mas, por favor, tente. Entenda a gravidade de sua perda. Você não perdeu um jogo ou colocou suas chaves no lugar errado. Você não se afastou da situação. Em algum momento, em questão de minutos ou meses, você precisará fazer o que Davi fez. Enfrente sua dor.
Ao ouvir sobre a morte de Saul e de Jônatas, "Davi cantou este lamento" (2 Samuel 1:17). O guerreiro chorou. O comandante enterrou o rosto barbado nas mãos calejadas e chorou. Ele "rasgou suas vestes; e os homens que estavam com ele fizeram o mesmo. E se lamentaram, chorando e jejuando até o fim da tarde, por Saul e por seu filho Jônatas, pelo exército do SENHOR e pelo povo de Israel, porque muitos haviam sido mortos à espada" (1:11,12).
Guerreiros em pranto cobriram as montanhas, uma multidão de homens andando, gemendo, chorando e pranteando. Eles rasgaram suas vestes, esmurraram o chão e exalaram gemidos de dor.
Você precisa fazer o mesmo. Expulse a dor de seu coração e, quando ela voltar, expulse-a novamente. Siga em frente, chore um rio de lágrimas.
Jesus chorou. Ao lado do túmulo de seu querido amigo, "Jesus chorou" (João 11:35). Por que ele faria tal coisa? Ele não sabe que a ressurreição de Lázaro está para acontecer? Basta uma palavra sua para ver o amigo sair do túmulo. Ele verá Lázaro antes do jantar. Por que as lágrimas?

Em meio às respostas que imaginamos ter e às muitas que não temos está esta: a morte tem um mau cheiro.
A morte amputa um membro de sua vida. Por isso Jesus chorou. E, nas lágrimas de Jesus, encontramos permissão para derramar as nossas. F. B. Meyer escreveu:

Jesus chorou. Pedro chorou. Os convertidos de Éfeso choraram sobre o apóstolo, cuja face nunca mais veriam. Cristo está ao lado de todo aquele que chora, dizendo: "Chore meu filho; chore, pois eu chorei".
As lágrimas aliviam a cabeça quente, como um belo banho de chuva. As lágrimas descarregam a insuportável agonia do coração, assim como o transbordar diminui a pressão da enchente contra a barragem. As lágrimas são materiais com os quais o céu tece seu arco-íris mais brilhante.


Não sabemos por quanto tempo Jesus chorou. Não sabemos por quanto tempo Davi chorou. Mas sabemos quanto tempo choramos, e o tempo parece tão truncado.

As lágrimas são materiais com os quais o céu tece seu arco-íris mais brilhante. - F. B. Meyer

Os egípcios vestem-se de preto por seis meses. Alguns muçulmanos usam roupas de luto por um ano. Os judeus ortodoxos fazem preces pela mãe ou pai falecido todos os dias por 11 meses. Há apenas 50 anos, os norte-americanos de regiões rurais usavam uma faixa preta no braço por um período de várias semanas.  E hoje? Sou o único que tem a impressão de que apressamos nossas dores?
A dor leva um certo tempo. Dê um tempo para si mesmo. "O coração do sábio está na casa onde há luto" (Eclesiastes 7:4). Lamentar pode ser um verbo estranho em nosso mundo, mas não nas Escrituras. Setenta por cento dos salmos são poemas de dor. Ora, o Antigo Testamento inclui um livro de lamentações. O filho de Davi escreveu: "A tristeza é melhor do que o riso, porque o rosto triste melhora o coração" (Eclesiastes 7:3).
Exploramos as questões mais profundas da vida na caverna da dor. Por que estou aqui? Para onde vou? Um giro pelo cemitério levanta questões difíceis, porém vitais.

Davi entregou-se à total força de seu remorso: "Estou exausto de tanto gemer. De tanto chorar inundo de noite a minha cama; de lágrimas encharco o meu leito" (Salmo 6:6).
E, depois, mais tarde: "Minha vida é consumida pela angústia, e os meus anos pelo gemido; minha aflição esgota as minhas forças, e os meus ossos se enfraquecem" (Salmo 31:10).
Você está zangado com Deus? Diga isso a ele. Aborrecido com Deus? Deixe que ele saiba disso. Cansado de dizer às pessoas que você está bem quando não está? Diga a verdade. Foi o que fizeram meus amigos Thomas e Andrea Davidson. Uma bala perdida tirou-lhes Tyler, o filho de 14 anos. Tom escreve:

Fomos bombardeados com a pergunta: "Como vocês estão?"...
O que eu realmente queria dizer para todos era: "Como você acha que estamos? Nosso filho está morto, nossa vida está infeliz e eu gostaria de que o mundo acabasse".

Talvez Davi tenha usado outras palavras. Talvez não. Uma coisa é certa: ele se negou a ignorar sua dor.

Como caíram os guerreiros!

Chorem por Saul, ó filhas de Israel!...

Como estou triste por você, Jônatas, meu irmão!
Como eu lhe queria bem!
Sua amizade era, para mim, mais preciosa que o amor das mulheres!

Caíram os guerreiros! (2 Samuel 1:19,24,26-27)

Davi chorou com a mesma criatividade com que adorou a Deus, e — grife isso — ele "cantou este lamento sobre Saul e seu filho Jônatas e ordenou que o ensinassem aos homens de Judá" (1:17,18).
Davi convidou a nação a prantear. Fez do choro uma política pública. Negou-se a encobrir ou amenizar a morte. Ele enfrentou-a, lutou contra ela, desafiou-a. Mas não a negou. Como explicou seu filho Salomão: "Há... tempo de prantear" (Eclesiastes 3:1-4).
Dê tempo para si mesmo. Enfrente sua dor com lágrimas, tempo, e — mais uma vez — enfrente sua dor com a verdade. Paulo incentivou os tessalonicenses a sofrer, mas não quis que os cristãos fossem "ignorantes quanto aos que dormem, para que não se [entristecessem] como os outros que não têm esperança" (1 Tessalonicenses 4:13).
A última palavra sobre a morte é de Deus. E, se você prestar atenção, ele lhe dirá a verdade sobre seus entes queridos. Eles receberam alta do hospital chamado Terra. Você e eu ainda vagamos pelos corredores, sentimos o cheiro dos remédios e comemos vagem e gelatina servidas em bandejas de plástico. Eles, enquanto isso, desfrutam de piqueniques, respiram o ar da primavera e correm em meio às flores que chegam à altura dos joelhos. Você sente uma saudade louca deles, mas é possível negar a verdade? Eles não têm dor, dúvida ou luta. Eles realmente estão mais felizes no céu.
E você não os verá logo? A vida passa muito rápido. "Deste aos meus dias o comprimento de um palmo; a duração da minha vida é nada diante de ti. De fato, o homem não passa de um sopro" (Salmo 39:5).
Ao deixar seus filhos na escola, você chora como se nunca mais fosse vê-los? Ao deixar seu cônjuge no mercado para ir estacionar o carro, você dá um último adeus para sempre?

Não. Quando você diz: "Até logo", é isso que você quer dizer. Quando você está no cemitério olhando para a terra fofa que acabou de ser revirada e promete: "Até logo", você está falando a verdade. Só falta uma fração de momento eterno para a reunião acontecer.
Não é necessário que vocês "se entristeçam como os outros que não têm esperança" (1 Tessalonicenses 4:13).
Por isso, vá em frente, enfrente sua dor. Dê tempo para si mesmo. Permita-se derramar lágrimas. Deus entende. Ele conhece a dor de um túmulo. Ele enterrou um filho. Mas ele também conhece a alegria da ressurreição. E, pelo poder de Deus, você também conhecerá.”

O que eu passei nesses últimos meses foi exatamente o que está escrito e eu sei que Deus esteve bem do meu lado enquanto eu derramava e derramo as minhas lágrimas. Jesus chorou sentindo falta de um amigo que falecera (Lazaro). Jesus com o seu infinito amor e poder, podia muito bem ressuscitá-lo. Mas, Jesus não o fez, porque o tempo de Deus não é nosso tempo, talvez não houvesse necessidade pra tal fato. O que desejamos vem em melhor estado quando aprendemos a esperar a hora certa projetada por Deus... O choro é o aliviar da alma. O meu Golias não carrega uma espada ou um escudo; ele ostenta a espada de um passado em que eu não posso mexer e um futuro que eu tenho que encarar. O mirrado Davi encontra o ângulo certo e com apenas um pedra derruba o imponente Golias. Davi lutou com e por Deus. Cada um possui uma dificuldade, um problema na vida com o qual precisa lidar, mas acaba postergando ou fugindo. A história bíblica ensina que é possível com a ajuda de Deus derrubar o gigante!

Frases edificantes de outros capítulos do livro:

"Ao amar aquele que não ama você tem um vislumbre daquilo que Deus faz por você" (p. 122).

"Escreva as preocupações de hoje na areia. Grave as vitórias de ontem na pedra" (p. 153)


Meu desejo é que assim como essas palavras trouxeram alívio para mim, possa causar o mesmo efeito nos corações de todos aqueles que já enfrentaram e talvez estejam enfrentando esses momentos tão difíceis e dolorosos.

 Quem me segurou foi Deus com seu amor de Pai
Quem me segurou foi Deus
Quem me compreendeu foi
Deus quando eu chorei demais
Quando se perde alguém parece
que se perde a paz

Ele também chorou quando Lázaro morreu
E se compadeceu, chora comigo a minha dor
Mas ressuscita a alegria e o amor (Quem Me Segurou Foi Deus Nelsinho Corrêa)



quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Encontrei uma fuga aqui, no computador


Quando eu estava grávida, parei de “brincar” no Orkut, esqueci minha fazendinha, meu restaurante do Orkut, tinha outras coisas mais importantes para fazer... Bordar, planejar, sonhar... Mas, depois que ela se foi encontrei uma fuga aqui, no computador. Acordo e já ligo a net, ás vezes venho para o computador as 5 h da manhã: confiro e-mails, me distraio, atualizo minhas coisas, leio e escrevo. Escrevo muito. Vou colocando tudo para fora. Algumas coisas eu publico, outras, não, deixo para depois. E assim dedico esse tempinho para ela, é como se eu estivesse trocando fraldas,amamentando... Ficando com ela...

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

No Meu Coração Você Vai Sempre Estar


...Pois no meu coração,
você vai sempre estar
O meu amor, contigo vai seguir
No meu coração, aonde quer que eu vá
Você vai sempre estar, aqui
Por que não podem ver o nosso amor?
Por que o medo por que a dor?
Se as diferenças não nos separam
Ninguém vai nos separar.
E no meu coração, você vai sempre estar
O meu amor, contigo
vai seguir
Não deixe ninguém,
tentar lhe mostrar
Que o nosso amor não vai durar
Eles vão ver, eu sei...
Pois quando o destino,
vem nos chamar
(vem nos chamar)
Até separados é preciso lutar
Eles vão ver, eu sei...
Nós vamos provar que...
No meu coração,
eu sei você vai
sempre estar
Eu juro que o meu amor, contigo vai seguir
No meu coração
(dentro do meu coração),
aonde quer que eu vá
Você vai sempre estar, aqui... Aqui... Para sempre...
Meu amor, vai contigo, sempre contigo...
Basta fechar os olhos
É só fechar os olhos
Quando fechar olhos
Vou estar... Aqui...!(
No Meu Coração Você Vai Sempre Estar Ed Motta)

Para sempre
Letícia
No meu coração
Você vai sempre estar!!!!
Amo Te Muito Menininha da Mamãe!
Quantas Saudades

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Pensar,sonhar...Amar


Durante o dia tenho tentado distrair minha mente que não tem feito outra coisa do que pensar na minha anjinha 24 horas por dia... Tenho sonhado com seu velório, com velório de bebês, minha dor parece que não tem mais espaço e insiste em me sufocar... Mas estou me levantando aos poucos, não posso desistir a Letícia nunca desistiu... E cada dia que olho pro quadro que tenho dela encontro força pra continuar... Sinto saudades, quanta saudade! Mas tenho certeza que ela esta bem, muito bem nos braços da mamãe e do papai do Céu!

domingo, 3 de fevereiro de 2013

A perda da Letícia foi extremamente dolorosa para mim..



1 ano e seis meses que você foi parar naquela maldita UTI, as imagens insistem em ficar em minha mente. Ainda sinto o cheiro da UTI onde você estava... Não era o seu cheirinho.
Durante todos esses meses, eu me levanto da cama perguntando a mim mesma, como sobreviverei mais um dia, como existir sem você aqui, me falta o ar, me falta garra e vontade de continuar aqui sem você Letícia.
Ainda choro... Choro muito a sua ausência, não consigo me acostumar, saber que vou dormir e acordar e você não estará aqui nos meus braços, essa é minha fraqueza.
A perda da Letícia foi extremamente dolorosa para mim... li Max Lucado que dizia que antigamente, o luto se entendia por meses, anos. Os egípcios vestem-se de preto por seis meses. Os muçulmanos usam roupas de luto por um ano. Setenta por cento dos salmos são poemas da dor. O Antigo Testamento inclui o livro de Lamentações. Será que eu sou a única que sinto que apressam a dor do Luto?
Eu não recusei a minha dor. Nem a camuflei. Eu a vivo.
Mas, não como os que estão sem esperança... Mas, confiante espero em Deus a ressurreição, espero encontrá-la na Vida Eterna!
Jesus chorou (João 11-35). Eu chorei. Eu ainda choro muito... E lavo a alma... Refrigero o coração... Eu apenas vivo meus dias difíceis... E Ele espera ao meu lado... Que eu os supere...


sábado, 2 de fevereiro de 2013

Uma dor terrível


Hoje tenho dentro de mim uma dor terrível, nem comparada com as dores que senti minutos antes de você nascer, nem com as dores que senti após a cesárea é uma dor de saudade!!! Uma dor terrível porque sei que não tem remédio,não tem cura,porque sei que você nunca voltará somente eu poderei ir até você...
Penso muito em você, lembro quando meu pedido a Deus era que você não tivesse aquela maldita doença... Mas meu pedido não foi atendido... Talvez por falta de fé de minha parte... Talvez simplesmente que aquele fosse seu destino... Talvez porque não coubesse a Deus esta cura... Mas isso são questões que não terei respostas... Por mais que me questione, só saberei no dia em que eu também partir dessa vida...
Sabe Letícia doeu muito ver você naquela incubadora, dois dias depois que nasceu sem saber se no outro dia você realmente estaria aqui ou não... Foram dias ansiosos... só que você venceu e ficou bem... Mas, depois com aquela parada cardíaca... Foi demais para você... Sei que você lutou... Mas, não deu né? Te amo muito!

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Não posso demonstrar minha dor


Eu daria tudo pra ir no seu lugar ...você era uma criança tão especial ..tão linda ..amável ...com a vida toda pela frente ...Eu pelo menos já vivi algum tempo... Dói tanto aqui dentro de mim... Não consigo conter as lágrimas, elas caem pelo meu rosto e não posso as conter... O que sinto dentro de mim é muito forte...
Nunca essa dor vai sair de dentro de mim... Ate que eu posso estar ao seu lado novamente...
O pior é que não posso expor minha dor... Não posso demonstrá-la... Se não acabo sendo diagnosticada como depressiva, luto patológico e tantas outras coisas que pensam de mim... Mas tem horas que não consigo me conter... Sinto falta de você...
Letícia você não podia ir você é insubstituível... É única... É a minha menininha...

Essa vida nunca mais será a mesma sem você...
Nada será mais igual sem você
Te amo pra sempre e jamais aprenderei a viver sem você!

Espero um dia poder estar ai juntinho de você pra sempre!

saudades,mamãe