sábado, 31 de agosto de 2013

Mais um livro...

Ganhei muitos livros de presente da minha irmã e madrinha da Letícia,hoje vou colocar aqui apenas dois trechos deste livro,muito obrigada.

“...A vida não nos pertence, assim como nossos entes queridos não nos pertencem. Somos de Deus. Estamos aqui de passagem, estamos aqui viajando, não temos morada definitiva aqui, mas caminhamos para a Jerusalém Celeste. O Céu é a nossa Pátria. ‘No Reino do Pai há muitas moradas. Eu vou preparar um lugar para você’. Jesus fala ‘moradas’ no plural, exatamente para isso, para que cada um entenda que, do jeito que vivermos nossa santidade de vida, com as limitações que temos, Deus nos acolherá em seu coração.A misericórdia infinita de Deus reserva um lugar para cada um de nós..." 

"Nosso destino não se consome aqui... O Céu é nossa verdadeira pátria; aqui somos estrangeiros. Para o Céu fomos criados. Porque Deus é o nosso princípio e nosso fim, só em Deus nos realizamos plenamente. Temos em nós alma imortal, com inteligência e vontade...A felicidade no Céu consiste na contemplação e posse de Deus, isto é, contemplação e posse da Verdade, da Beleza e do Amor. Por isso, só em Deus seremos plenamente felizes, plenamente realizados. Para que se chegue ao Céu é preciso morrer já levando-o dentro de si- é preciso morrer em estado de graça, em união com Deus".
(trecho do livro: “Cura dos Traumas da Morte”Pe Leo)

É a Letícia foi para o Céu, sem pecados, sem manchas, não era minha,não me pertencia,era de Deus... Voltou para Deus. E o mais importante: está feliz!!!



sexta-feira, 30 de agosto de 2013

A Karina da dinda!



Hoje o post é mais que especial, pois é o Aniversário de uma pessoa que eu amo muito, que faz parte da minha vida, antes de eu nascer e que tenho como uma amiga, minha irmã Kátia! 
Kátia quero que você saiba o quanto eu te amo, e o quanto você é importante pra mim, sei que em alguns momentos eu sou chata,mas eu só sou chata com as pessoas que eu amo, e o meu amor por você é imenso! 
Também tenho que agradecer o carinho que você sente por mim e pela Letícia. Eu espero que essa data se repita por muitos e longos anos, e que Deus te abençoe sempre. 

Feliz aniversário e Felicidades! 

Dinda fiquei muito feliz quando vi você recebendo o convite do papai e mamãe para ser minha madrinha,acho que fiquei tão feliz que resolvi nascer naquela semana mesmo,só esperei você voltar de Joinville lembra?Só não pude esperar o batizado, eu bem que tentei, mas, não deu. Gostei muito das tiarinhas, das roupinhas, os brinquinhos queria muito ser a menininha que você não teve, tanto amor, tanto cuidado, papai e mamãe escolheram certo, pois não há no mundo uma madrinha melhor que a minha. Dinda, você é maravilhosa, Obrigada por tentar me proteger, obrigada por ajudar a mamãe com livros e palavras... Vou pedir para o papai do Céu te dar a saúde que você estava pedindo de presente!Feliz aniversário!Um beijo daqui do Céu! Letícia Karina( A Letícia da mamãe e a Karina da dinda!)

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Morte não é o castigo, mas sim a recompensa…

Assim como todos os anjinhos (as) cujas mães choram nos grupos do facebook e nos blogs, na Internet; assim como você, minha anjinha, tão pequenina, tão delicadinha, com tanto para viver, porque é que te tiraram de mim? Por quê?…
 A mamãe chegou à conclusão que a morte não é o castigo, mas sim a recompensa…
… castigo é viver aqui o resto da vida sem você…

 Letícia Te amo muito, para sempre

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Gosto...

Gosto de saber que você um dia foi real, te tive nos braços, te amamentei, te aqueci, te beijei que não é só fruto dos meus sonhos.
Gosto de saber que sou mãe, mesmo nunca ter tido a oportunidade escutar você me chamar MAMÃE
Gosto de saber que tenho um anjo que me ouve e me acalenta sempre que estou triste.
Gosto de sentir que nunca mais estarei sozinha.
Gosto de poder ter escolhido um nome, o mais bonito, pra pessoa mais especial da minha vida.
Gosto de poder lembrar de você, das suas gracinhas dentro e fora de mim,
Gosto de ter sentido teu cheirinho,tuas mãozinhas,teus pezinhos...
Gosto de ter sido escolhida pra ser sua mãe.
Gosto de olhar tuas fotos

Gosto de sentir que, mesmo com toda a saudade e com toda a dor do mundo pela sua perda, sou mãe da estrelinha mais sapeca e persistente, além de mais brilhante e iluminada de todo Universo...

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Saudade que me destrói a cada dia.

Teu rostinho é como uma pintura na minha mente, que nunca vai ser apagado, pode passar dias, meses, anos, séculos, estará registrado até o ultimo dia da minha vida terrena, pois depois não vou precisar mais ter que viver apenas de fotos, pintura, filme, lembranças, estarei contigo, te beijando, abraçando e matando está saudade que me destrói a cada dia.
Nunca mais nossa vida será como antes, como viver sem um pedaço da gente que se foi pra sempre, é como viver por viver, ter que continuar sua jornada faltando sempre alguém, nunca estarei por inteira é como se metade se foi com a minha Letícia.... só Deus para saber, até quando vou  aguentar tudo isso...
Saudade chega a doer no peito, chora, não tem mais lágrimas que vence forças só Deus para nos dar...
Te amo muito minha Letícia, nunca vou te esquecer...
Beijos da sua eterna mãe... 

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Dali já não mais vivi

Fim da vida

Minha vida...
minha vida acabou ali,
naquele instante.

Ali perdi o chão,
ali senti que não podia mais voar.

E então a partir dali já não mais vivi minha vida...
                                              apenas sobrevivi a sua ausência.

                                                                                                        Fonte: Mundo das Mensagens'

domingo, 25 de agosto de 2013

Perdi você!

Eu pensava que ter você era para a vida inteira,mas perdi você sem saber porque...

Perdi você!
Sem saber a razão
Porque eu te perdia...
Perdi você!
Que era tudo na vida
O que eu mais queria...
...
Perdi você!
Foi loucura eu tinha
Você do meu lado...
Perdi você!
Eu pensei que era certo
Mas deu tudo errado...
Perdi você!
Como alguém que se perde
E não sabe achar o caminho
E agora eu sei
Estou sozinho...
E eu não consigo te esquecer
Você é quem me faz viver
...
E eu vim aqui
Pedir o seu perdão...
Perdi você!
Foi loucura eu tinha
Você do meu lado...
Perdi você!
Eu pensei que era certo
Mas deu tudo errado...
Perdi você!
Como alguém que se perde
E não sabe achar o caminho
E agora eu sei
Estou sozinho...
E eu não consigo te esquecer
Você é quem me faz viver
...Só você pode perdoar
E eu vim aqui
Pedir o seu perdão...

Perdi você!... Perdi Você  Guilherme & Santiago

sábado, 24 de agosto de 2013

Viveste e viverás toda a eternidade...

Oi, minha anjinha...

Tu não lerás este bilhete...

Mas tenho a certeza plena de que tomarás conhecimento do que aqui te direi.

Chegaste e te foste embora... Durou muito pouco a tua permanência entre nós.

Poderá alguém dizer, com precipitação, que viveste pouco... Teria razão, em termos meramente humanos... E não teria razão no absoluto: posto que viveste e viverás toda a eternidade...

O fato é que a alegria de tua chegada foi logo substituída pela dor de tua partida... A felicidade de tua vinda foi marcada pelo luto de tua despedida.

Valeu a pena tanto sacrifício? Valeu, Letícia, fica inteiramente tranqüila quanto a isto...

O amor não se mede em minutos ou em séculos: é grandeza que não pode ser quantificada, medida, pesada, calculada...

Por isto mesmo é que trouxeste tanto sorriso e levaste contigo tantas lágrimas...

Sabes que aprendemos contigo? Todos nós...

Porque eras esperada, a esperada... E olha, não apenas no enxoval, bordado com tanto carinho pelas mãos da mamãe...

Eras esperada em cada coração, em cada pensamento...

Provou teus pais... Em nenhum instante eles pensaram em desistir do sacrifício, da luta, dos riscos, até mesmo da vida, que o trazer-te ao mundo representava...

Tu foste e é feliz. Sim, porque nós não acreditamos na morte, senão como começo e garantia de vida sem morrer...

Não passaste pelo dissabor de não seres aceita. Pelo contrário, cada pulsar de teu coração que se formava era a alegria, a esperança, o anelo e sonho de todos que já te queriam bem, antes que nascesses.

Quem nasce das dores aceitas é assim ainda mais querida e amada.

Foi o que aconteceu contigo. As lágrimas não apagavam tua presença e até a faziam mais intensa, mais amada, mais feliz.

Sabes que, como se isso fosse possível mesmo, tu uniste ainda mais os teus pais?

Teu pai se comoveu, como pode um homem comover-se, com o heroísmo de tua mãe. Dores, agonia, sofrimento, nada a afastava da missão e do conforto de trazer-te à luz.

E tua mãe admirou ainda mais teu pai, maduro na tranqüilidade aflita com que via passarem-se as horas de angustiosa expectativa, de presságios e de pressentimentos.

E os dois se uniram. Compreendiam que vinhas do alto. Por isto aceitaram, ainda que o fizessem em pranto, que para o alto voltasses 54 dias após tua chegada.

***

 (Texto adaptado da crônica publicada pelo jornal gazeta do povo em 14 de maio de 1986. escrita pelo jornalista José Wanderley Dias)

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Será sempre a minha bebê querida

Quando você chegou
Tudo em mim mudou
Tudo se transformou por você
Na hora em que você chorou
A vida lhe sorriu
E o mundo se abriu pra você
Bem vindo, tão querido
Protegido, meu bebê
Amado, esperado
Abençoado, você(  Meu Bebê Cristina Mel)
Será sempre a minha bebê querida!
E apesar de ter um céu entre nós, vais estar sempre no meu coração, fazes parte de mim, de quem eu sou. Te Amo muito.
Um beijo do tamanho do mundo daqui até ao céu, minha anjinha.


quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Mas, entre o teu sofrimento e o meu, prefiro eu sofrer...

Letícia hoje falar de você é saudade demais. Sou obrigada a viver sem ti a conhecer coisas que jamais saberia. Letícia Deus te mandou para uma lição de vida, viver ao teu lado foi o maior ensinamento de DEUS, pois a pureza de teu olhar, a mãozinha carinhosa, meu bebê, será que você não errou o trajeto e veio parar justo aqui em nossa casa, sabe me sinto acariciada e amada por você, sabe eu nunca te mereci, pois você é um anjo de pureza , simplicidade , aprendi muito eu e papai , talvez o que mais sentiu a tua falta , eu talvez já estava preparada, pois  Deus me preparou para a dor,eu sabia que a teria por pouco tempo,cheguei a pensar que você iria embora naquela cirurgia com 2 dias de vida,mas, você quis ficar mais um pouco... Quando na UTI, eu cheguei perto de você e disse: Letícia não vá não deixe a mamãe, pouco tempo depois pensei que se você ficasse você poderia ser uma criança infeliz com muitos problemas de saúde então entreguei você à vontade de Deus... Penso que ele fez o melhor para você... Não sofre mais... Eu sofro... Mas, entre o teu sofrimento e o meu, prefiro eu sofrer... Coisas de mãe...

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Eu tenho uma filha!

Segunda feira foi o primeiro dia do curso no meu trabalho de início o palestrante pede para fazer as apresentações: ”Vocês digam o que fazem, onde moram, se são casados, se tem filhos e a idade deles, como eu estava sentada atrás fui me preparando o que dizer será que digo que tenho uma anjinha, será que digo que tive uma filha será que omito esta parte... Então fui percebendo que as pessoas que não falavam de filhos o palestrante perguntava se tinha filhos, então era melhor eu falar que tenho uma filha ou que tive? Não! Eu tenho uma filha! Sim! Ela está sempre comigo, não fisicamente, mas de um jeito especial que só eu sei e sinto! Então para as pessoas que não diziam a idade dos filhos ele perguntava qual a idade? Então chegou minha vez eu ergui minha cabeça e disse: Meu nome é Liliane, sou psicóloga, moro em Joaçaba,TENHO UMA FILHA QUE TERIA 2 anos e 2 meses!Pronto!É isso aí!Não preciso omitir nada,essa é a verdade e se alguém se sentiu mal ao ouvir  o problema não é meu!


terça-feira, 20 de agosto de 2013

Feto que virou filho, filho que virou sepultura.

 Ser mãe é padecer no paraíso, quanta alegria e celebração à mulher que pode dizer isso – ela é mãe de filho vivo. Mãe de filho morto é mulher que desce ao inferno da dor, do desespero e da depressão. Sua vida, de céu não tem nada, há apenas um quedar-se insone, ansioso e impotente diante de um destino que não pode mudar. Se mães pudessem pressentir a morte inesperada de filhos, em crimes e acidentes, ou salvá-los de morte anunciada por enfermidade que vai se estendendo, simbolicamente tentariam aquilo que é fisiologicamente impossível: pelo mesmo e agora já inexistente cordão umbilical, através do qual os colocaram no mundo, os trariam de volta ao aconchego do útero. Sim, é nele, útero, que a constante dor emocional da morte, quase sempre psicossomatizada, lateja fisicamente. Psicólogos afirmam: “Muitas mulheres, ao perderem suas crianças, sentem pontadas no útero” – útero que já foi preenchido pelo feto, feto que virou filho, filho que virou sepultura. “A dor não passa jamais”, diz Luciana Mazorra, psicóloga clínica e professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. “Emocional e fisicamente, é como se ela fosse mudando de lugar e machucando a mãe em espaços diversos.” Assim fala a teórica. Assim confirma a mãe enlutada Ana Cristina de Freitas Rocha, que perdeu em São Paulo a sua “querida Tatiana”, vítima de uma broncopneumonia aguda que fez seu abdômen doer numa quinta-feira e seus olhos cerrarem para sempre já no sábado seguinte: “O falecimento de filho é dor que dói na alma e no corpo.” Ana Cristina explica que “não há superação”, mas tão somente adequação de seu dia a dia ao sofrimento(...)Há uma razão para isso, pendulando entre a filosofia e a biologia, essas duas áreas do conhecimento que são, também elas, mães – preciosas mães do entendimento da condição humana: existem na vida dois fenômenos irreversíveis, ou seja, a maternidade e a morte. A mulher é uma mulher e quando dá à luz passa a ser uma mulher-mãe. Se seu filho morre, ainda assim ela continua sendo mãe.(...) A todas as mães órfãs entrevistadas ISTOÉ perguntou: – Que nome dar a essa dor? As mulheres-mães-órfãs choraram. As mulheres-mães-órfãs responderam: – Essa dor não tem nome.(revista isto é)

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

2 anos!

Fazer um blog não era algo com que eu sonhava, nem era um projeto que eu tinha para minha vida, mas como nem tudo na vida acontece do jeito que sonhamos, queremos ou planejamos, lendo o blog perdi meu bebê e outros blogs de mamães que perderam seus bebês eu resolvi que minha experiência como mãe da Letícia não poderia “passar em branco”. Eu tinha que fazer diferente… Por mim e pela minha filha!
Minha intenção com este blog é muito simples: quero eternizar a minha filha, quero divulgar a fibrose cística, denunciar o erro da pediatra da Letícia que lhe custou à vida, compartilhar sentimentos e emoções!
Logo no início do meu blog, o papai da Letícia disse-me, mas, se ela estivesse viva você não faria um blog para ela!Eu disse e digo até hoje, não, eu não faria um blog para ela, eu estaria cuidando dela, brincando com ela, curtindo ela, eu estou aqui porque não tenho mais ela, posso dizer que antes de engravidar eu tinha vários joguinhos no Orkut, mas, parei de jogar quando soube que estava grávida para bordar para ela, para preparar a chegada dela e só voltei ao computador para pesquisar sobre a doença dela logo que ela nasceu para saber como cuidar dela. Quando ela partiu eu estava de licença maternidade, sem condições de voltar a trabalhar a minha válvula de escape foi o computador,o blog, e aqui venho toda manhã antes de fazer qualquer coisa,venho dar atenção para minha anjinha...Venho falar da minha saudade,da minha dor,do meu luto e da minha luta a cada dia...

Em momento algum tenho a pretensão de querer ensinar as pessoas o que fazer ou como reagir diante da perda de um filho; quero apenas expressar os meus sentimentos. Se em algum momento minhas experiências levarem conforto para alguém, já me sentirei uma pessoa melhor e mais feliz!

domingo, 18 de agosto de 2013

Não tem remédio, não tem explicação, não tem volta......

Sem mais o que dizer:
"Sonhos que vão embora antes da hora,
Sonhos que ficam para trás.
Pra onde vai você, pra onde vai?
Pra onde vai o sol, quando a noite cai?
E agora a dor, é do tamanho de MAIS DE MIL PRÉDIOS...

A casa sem ela
É um tédio...
Não tem remédio, não tem explicação, não tem volta...... 
A família ainda não acredita no que aconteceu..."

(Pra onde você vai? (Gabriel, o pensador)

sábado, 17 de agosto de 2013

Feliz Aniversário

Ah, minha anjinha, esta semana atendi um menininho com a sua idade, ele fez 2 aninhos em maio,fiquei admirando ele brincar,as palavrinhas dele,o seu sorriso,me perdi toda olhando-o e imaginando você ,eu tinha uma vontade de pegá-lo no colo e no final do atendimento dei um abraço nele e ele me deu um beijinho,a mamãe dele disse-me agora toda vez que eu vir no posto ele vai lembrar e vai querer vir aqui,eu disse deixe que ele venha,fiquei até ansiosa para a próxima vez que ele vier.Letícia espero que você não fique com ciúmes é que eu queria tanto ver você com esta idade,brincar com você,estar com você...Hoje você estaria fazendo 2 anos e 2 meses Feliz Aniversário... Que tudo de bom aconteça neste dia...
Festeje com os Anjos que a Mamãe aqui embaixo torce pela sua Felicidade eterna...
PARABÉNS... TE AMO
INFINITAMENTE...
Papai também TE AMA um MONTÃO...
Saudades... Mamãe....


sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Agradeço

Hoje quero agradecer a Deus por ter me concedido a visita da Letícia, minha anjinha... Em meio a tantas adversidades ela quis vir para nós. Ela ficou pouco tempo, mas foi o suficiente para me ensinar muito sobre AMOR, eu não sabia nada... E ela com seu jeitinho foi me conquistando, me ensinando durante a gravidez...,nascendo prematura,mas mesmo tudo isso acontecendo eu precisava aprender mais sobre AMOR INCONDICIONAL,então ela tinha um problema e tinha que fazer uma cirurgia com 2 dias de vida e ali eu fui amando ela cada dia mais,meu AMOR foi ficando cada vez mais forte todo dia que eu entrava para vê-la naquela incubadora,meu AMOR transbordou o dia que a levei para casa e sozinhas em casa meu AMOR ficava cada vez maior...Um Amor que não esperava nada em troca,com a probabilidade da doença eu só queria que ela fosse feliz o tempo que ela ficasse conosco(eu pensava que ficaria até a adolescência...)Mas chegou o momento da sua partida, ela tinha que voltar para DEUS, pois, veio somente para nos fazer uma visita, e essa visita durou 54 dias. Muito obrigada meu Deus por essa visita maravilhosa, esse anjo que tornou nossa vida mais alegre, mais doce, claro que estamos vivendo a saudade, a ausência desse anjo dói, pois já estávamos acostumados com ela, achamos que ela tinha vindo para fazer parte da família por um longo tempo, mas não... Ela veio para nos visitar, e hoje agradeço muito...

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Tento viver...

Queria entender, porque os filhos morrem antes dos pais... Em um mundo em que existe o bem e o mal, não entendo como posso passar por isso... Egoísmo meu achar que alguém mereça isso e eu não... Eu sei, mas é tudo muito confuso para mim, meus costumes mudaram... Minhas atitudes mudaram... Meus valores não são mais os mesmos e nada mais está como antes e isso é desesperador. Acordo todos os dias depois daquele dia que minha filha se foi trabalho, me alimento, caminho, tento viver,... Disfarçando o meu sofrimento e a vontade de nunca mais acordar...
Sim, porque a tristeza dentro de mim é tanta que não sei como estou de pé ainda... Mantenho-me firme com a única certeza, de que um dia serei eu, e não temos como controlar a ordem das coisas... Às vezes tenho a esperança do reencontro, da vida eterna, outras vezes penso: para onde ela foi? Para onde eu irei?Será que vou vê-la de novo, abraçá-la, tê-la novamente em meus braços? Não sei nada sobre isso, o que sei é que a vida não é nada justa, nos deixa conquistar o amor sublime de mãe e depois nos toma o que mais amamos, sem piedade! Que amor é esse onde não se consegue ser plenamente feliz... Onde uma hora ou outra todos vamos passar por algo parecido...Que vida é essa...

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Você é especial...

Letícia Deus te preparou por 34 semanas em meu ventre para vir ao mundo. E te preparou por 54 dias para te levar ao céu. Algumas pessoas precisam de mais tempo até estar prontas e cumprirem suas missões na terra. Você é especial...
Te amo e sempre amarei.
Tua eterna mamãe.
Saudades...

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Música linda


Essa música é linda,foi cantada na despedida da Letícia, fui escutá-la alguns dias depois do velório, pois naquele dia eu não escutava nada...

De muito longe vem uma canção
Suavemente como uma oração
E um anjo azul entre bruma e véu
Veio abrir pra nós os portões do céu

E ao céu chegamos como quem morreu
Trazendo amor, o resto se perdeu
Somos pássaros, livres da prisão
Soltos no infinito, sobre a imensidão

De muito longe, vem essa canção
Fazer um só, nosso coração
Vê comigo,vê, daí a tua mão
Vem andar no céu com os pés no chão

A nuvem branca são os sonhos meus
O sol que aquece são os beijos teus
E as estrelas são a felicidade
É o nosso amor, toda eternidade

Prá muito longe vai essa canção
Rasgando o céu como uma oração
Ela vai dizer ao seu coração
Que eu te quero mais
Mais que a salvação (Soleado ( A música do céu)Moacyr Franco)

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Mensagem

Mensagem que minha irmã Kátia e madrinha da Letícia fez e leu na nossa despedida, muito obrigada Kátia

Letícia,
Nossa bonequinha amada
Tão cedo chegaste e tão cedo partiste...
Um anjo que Deus deu a graça de conviver conosco
Letícia significa alegria
Embora somente tristeza tenha tido
Quanto sofrimento, quanta dor...
Já não sofre mais... Mas, sofremos por ti...
Tantos sonhos e planos levados pelo vento!
Tanta esperança transformada em pó...
Nossa alegria se foi...
Nossa doce Letícia Karina, anjo amado voltou para o céu para rezar por nós.
Letícia, nunca a esqueceremos, sempre a amaremos.


Kátia, a nossa menininha foi morar com Deus. Queria tanto dividi-la com você.

domingo, 11 de agosto de 2013

LUIZ FELIZ DIA DOS PAIS!

Luiz, hoje é dia dos pais e, portanto seu dia! Sei que pode ser uma data triste, mas saiba que você foi, é, e pra sempre vai ser papai... Papai de uma anjinha, e por isso, muito especial porque foi escolhido por Deus para ser pai de anjo!

Desejo que seja feliz nesta data, porque lá em cima a Letícia está festejando por ter um pai tão especial!

FELIZ DIA DOS PAIS!


"A gravidez de um pai não se dá nas entranhas, mas fora delas. Ela se dá primeiro no coração, onde o sentimento de paternidade é gerado.
Um desejo de ser e de se ver prolongado em outra vida, que seja parte de si mesmo, mas com vida própria. Imagino que deve ser frustrante a princípio. Durante toda a espera, um pai é um pai sem experimentar o gosto de ser, sem os inconvenientes de uma gravidez, mas também sem as lindas emoções que tanto mexem com a gente.
E quando ele sente pela primeira vez a vida que ajudou a gerar, tudo toma outra forma. Ele sente um chute e se diz já que este será um grande jogador de futebol. E muitas vezes se surpreende e se maravilha quando vê uma princesinha que sabe chutar tão bem. Mas tanto faz. Está ali um sonho que se torna palpável.
E um parto de um pai se dá quando ele pega pela primeira vez sua criança nos braços, quando ele se vê em
características naquele serzinho tão miudinho que nem se dá conta ainda que veio ao mundo e que se tornou o mundo de alguém. E os sentimentos e emoções se atropelam dentro dele. E ele sente que, à partir desse instante, a vida nunca mais será a mesma. E ele precisa olhar dez, cem, mil vezes para acreditar que tudo não passa de um sonho. E geralmente há um enorme sentimento de orgulho que toma posse dele.
Assim se forma um pai. Pronto para ensinar tudo o que aprendeu da vida, um dia ele descobre que não sabe realmente muito, que na verdade aprende a cada instante. Diante da sua criança ele se torna um adulto vulnerável e acessível. E vai gerando, pouquinho a pouquinho, dentro de si mesmo, a arte de se tornar um pai." (Autora: Letícia Thompson )

sábado, 10 de agosto de 2013

Já passaram dois anos...

Não quero lembrar esta data com dramatismo… porém, custa imaginar que são passados dois anos desde a tua partida… e ao olhar para trás fica uma eterna nostalgia de tudo que não vivi… e tudo pelo qual não lutei… e perdi… Perdi-me de mim… daqueles que me rodeiam… e agora só espero recuperar algumas nuances daquilo que fui projetando numa mulher bem mais capaz de encarar o seu futuro… edificando um caminho novo, com alicerces de certeza que me possibilitará alcançar a convicção que estou que faço que vivo e conquisto aquilo pelo qual luto… que caio, que me magoou e me ergo das próprias quedas a que me proponho!Estou em processo de mudança… e apesar de mais calada… fechada em mim… acredito que no dia, no momento certo… acontecerá a minha metamorfose e erguerei aos céus… as minhas asas de borboleta!
Eu me lembro a todo o tempo, cada minuto que estivemos juntas.... Lembro tudo que aconteceu naquele dia, 10/08/2011, o pior dia da minha vida, nos mínimos detalhes... E sei que sempre será assim... Da manhã daquele dia, logo que levantei da cama, falei pro papai é hoje... Como eu já sabia o que iria acontecer neste dia já pela manhã, antes de entrar no hospital, fui pegar no carro uma roupa para vesti-la, peguei seu tip-top que eu comprei para vesti-la no seu primeiro dia de vida...  Lembro o momento que a levaram fazer o último eletro encéfalo grama... O momento que o médico nos procurava para conversar pelo hospital e nós já estávamos com você... Lembro de cada palavra que o Doutor disse que se via claramente a compaixão que ele sentia de nós... E de quando a Dra disse se eu queria pegá-la no colo...
Foi a ultima vez que te vi e que te peguei no colo com vida... Foi nossa despedida...
 Pegar minha bebezinha no colo até zerar seus batimentos cardíacos foi o pior sentimento de dor que já passei... Sua boca, seus olhos, suas mãozinhas pequeninas, tão magrinhas... Tudo paralisado ali na minha frente e eu não podia fazer nada para mudar aquele fato... É um pedaço da gente que morre naquele instante... É uma dor que não tem tamanho nem fim. São perguntas que de nada mais adianta ouvir as respostas.Estávamos ali, naquele hospital... Longe de casa, sem saber o que fazer perdidos, indignados e sofrendo muito com a nossa perda que era inexplicável. Não tinha palavras para descrever, e a dor me consumia e nos fazia chorar de desespero.
Deus! Quanta dor sentimos, tínhamos tantos cuidados com nossa bebezinha,era minha princesinha que estava ali eu não sabia o que fazer,para onde ir...
Vi ela saindo da UTI enroladinha em lençóis, tudo havia acabado!Minha bebezinha morreu! A tristeza naquele momento me consumia e é indescritível esse momento de você ter que seguir o ritual que você não quer decidir o que vestir, onde levar e ainda se preocupar com a reação das pessoas... É um desespero total.
 Enquanto fomos para nossa cidade ela num caixãozinho eu ficava lembrando os nossos momentos juntas, as tardes intermináveis que passávamos sozinhas em casa,durante a viagem também observei no Céu uma estrela brilhante que nos acompanhava,ela já estava lá! Letícia durante as últimas horas que permaneceu na capela mortuária com nossos familiares e conhecidos tinha o rosto perfeito e estava muito bonita, parecia dormir profundamente, às vezes tinha a impressão de sentir sua respiração de tão serena que estava. A dor que eu sentia por não poder pegá-la no colo naquele momento é a pior dor que uma mãe pode sentir. A única coisa que passava na minha cabeça naquelas horas tristes, era em como queria ter minha filha de novo no meu colo, conversava em pensamento num ato de loucura... Pedia perdão por não ter cumprido minha promessa de protegê-la, por não ter rezado com tanta fé... E constantemente, pedia com desespero que Deus devolvesse minha filha ao meu ventre... Insistia para, que tivesse mais uma chance para cuidar e viver com minha filha, por pensar que naquele momento eu estava sendo punida e por isso pedia, por desespero. Queria uma nova oportunidade... Seria tudo diferente!Eu precisava da minha filha de volta e queria muito tê-la de volta ao meu ventre. Eu amaria minha menininha da maneira que fosse ‘‘perfeita”, com seqüelas leves, graves, não me importa nada disso. Queria minha filha nem que fosse para ficar apenas olhando e sentindo seu cheirinho, mas tê-la comigo.
Letícia quanta falta eu sinto do teu cheirinho, tuas mãozinhas tão pequeninas. Você foi e sempre será o meu sonho mais lindo, na verdade o único, pois não sou uma pessoa de muitos sonhos, para eu ter você era tudo o que eu queria.
Escutar de pessoas próximas a mim: ”Você vai ter outro” foi ridículo, abominável, como pode alguém falar isso, num momento daqueles, eu queria ela, eu quero ela!E só ela!
Lembro quando tocou o sino da capela,era verdade minha menininha havia morrido!Lembro-me dos meus sobrinhos amados jogando pétalas de rosa na minha anjinha,porque????Porque ela não saiu daquele caixão e não foi brincar com eles?Não era para ser assim...Voltar para casa depois daquele dia, depois de deixá-la lá naquele cemitério, foi inimaginável a dor não tinha fim e não tem e nunca terá, mas eu sentia que não poderia entrar em desespero e fazer o que minha dor pedia, eu tinha que continuar...

Eu vejo tudo isso que me aconteceu como uma punição divina, que Deus me submeteu a passar, Por quê? São vários os motivos que nesta hora uma mãe sente. Eu como mãe, sabendo da doença da Letícia sabia que ela não teria muito tempo, mas também não tão pouco.
Hoje aprendi que ter atitude faz toda a diferença... Se naquela época eu tivesse trocado de pediatra teriam descoberto o que realmente estava acontecendo. Aquela pediatra da Letícia deve ter vendido sua alma para o demônio. Quanta estupidez! Eu fui capaz de achar que Letícia estava com saúde boa, pelo curto espaço de tempo que esteve com a pediatra dias antes.
Para mim o que me resta é aceitar essa perda como um castigo, porque é assim que me sinto... Culpada por não ter sido mais sensível e perceptiva para adivinhar o mal que estava por vir, por não ter tido ATITUDE quando deveria ter, por ter tido calma demais e educação demais.
Peço-te perdão Letícia, por não ter conseguido cumprir com a minha promessa, que era de nunca me separar de você, de te proteger de tudo e de todos os males e fazer você muito feliz... Pois é filha, me perdoe... Eu falhei!Eu tinha tantos sonhos com você, acredito que não vivi o presente tão intensamente com você o quanto queria ter vivido. O tempo que passamos juntas foi curto, porém intenso, a ponto de sentir sua presença em meu dia a dia. Às vezes sinto como se você permanecesse aqui mesmo sem te ver e te tocar!!!

Jamais te esqueceremos nossa bebezinha amada!
E fim de tarde toca o sino
Triste e desconsolado
Logo a diante levam dormindo
Um menino carregado
É que a vida tão de repente
Apagou seu lindo olhar
Outras crianças inocentemente
Estão sorrindo estão a me chamar


Acorda menino acorda
Crianças te chamam pra brincar
Escuta menino escuta
Sua mãe te chama te quer ninar
Corre menino corre
Dessas mãos que te levam
Pra essa fria vala
Menino fala levanta



Chegou a hora o sino vai tocando
Esta chorando triste e comovido
Por que dói muito ver desmoronando
Tanta terra em seu corpinho lindo
Você se vai levando a alegria
E envolvia os amiguinhos seus
Sua mãezinha lágrimas reclama
Te joga um beijo e diz adeus

 ACORDA MENINO (Fernando Mendes)

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Carta vinda do Céu


Mamãe e Papai obrigada por tudo, por me aceitar como sua filha, por cuidar de mim, por todo o seu amor, por toda sua dedicação, por toda abdicação da sua vida em favor da minha, por sentir todas as dores comigo. Esses 54 dias que passamos juntos foram maravilhosos, até breve.

Vovó Zita obrigada por tudo, por todas as presenças em momentos fáceis e difíceis, por todos os carinhos, o colinho até breve!

Padrinho e Madrinha obrigada por tudo! Madrinha fiquei muito feliz quando vi você recebendo o convite do papai e mamãe,gostei muito das tiarinhas,das roupinhas,os brinquinhos queria muito ser a menininha que você não teve,tanto amor, tanto cuidado, papai e mamãe acertaram na mosca. Padrinho você também não foi diferente, sempre presente, com um amor jamais visto, um cuidado que alimentava minha alma com força para lutar por mais tempo de vida. Quantos beijos padrinho e madrinha vocês deram em mim? Padrinho e madrinha até breve!


Tia Ine e Tio Idair obrigado por tudo! Por toda ajuda em orações, em carinho, em palavras de apoio incondicional ao papai e mamãe e em toda a ajuda que vocês me deram também na minha evolução. Até breve!


Os meus priminhos e priminha por todo amor e carinho, obrigada por tudo.


Aos amigos do papai e da mamãe, obrigado por tudo! Por todo o carinho e atenção, muitas vezes longe fisicamente, mas presente em oração e espírito.

E a todos saibam que este amor que deixo na minha passagem é o maior ensinamento que pude trazer de Deus a todos vocês, pois se em cada um de vocês eu conseguir fazer com que ao menos reflitam sobre este verdadeiro amor, meu desenlace desta vida não terá sido em vão.

Até breve!Letícia Karina Deuerling Costa

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Papai do céu resolveu que você deveria virar um anjo

Há dois anos... Muitos exames, muitos mesmooooo,eram feitos exames na minha pequena de hora em hora,tiravam sangue,colocavam sangue... Incertezas, às vezes falsas certezas, médicos, enfermeiras, opiniões, mas sempre tudo muito bem guiado, guiado por um amor incondicional e verdadeiro, um amor que não esperava nada em troca, nem um sorriso, nem um olhar de entendimento, nem um primeiro passo ou simplesmente sem saber que nunca ouviríamos sequer papai e mamãe, mas Letícia não é este o verdadeiro significado da palavra amor? Não é este o amor que Deus nos ensinou? O amor verdadeiro que não espera nada em troca, não tem interesse, não busca a perfeição física nem mental.
É Letícia nossa história começou há dois anos e foi amor a primeira vista. O primeiro exame positivo, a primeira ultra, o primeiro susto seu nascimento prematuro, a primeira vitória depois daquela cirurgia com dois dias de vida, testes do pezinho (sim foram dois testes!), consultas e mais consultas com aquela pediatra demônia disfarçada de anjo, um prognóstico frio e sombrio nos aguardava no final do nosso sonho, mas tentávamos a todo custo driblar as estatísticas e diagnósticos da nossa medicina da terra: Fibrose Cística, uma palavra que não me saía da cabeça e aí muitas pesquisas no Google, mas pensávamos que uma longa batalha pela vida viria pela frente.Corremos para fazer o Teste do suor,queríamos começar logo teu tratamento,para você ficar bem... Papai do céu nos colocou a responsabilidade de cuidar de você, o que na verdade já sabíamos que não seria muito tempo, mas, também não pensávamos que seria tão pouco tempo.

É Letícia, mas papai do céu resolveu que você deveria virar um anjo, antes mesmo das expectativas de vida da doença. Pedi tanto para Deus em orações, rezávamos todas as noites eu e papai o Santo anjo com a mão em sua testinha. Será que rezei errado? Claro que não né minha anjinha, porque na verdade papai do céu nos deu 54 dias juntas, e que hoje se transforma em uma vida inteira juntas, uma vida que iremos viver em um lugar livre de tudo de ruim que há aqui nesse mundo, em que poderemos voltar a sentir o verdadeiro amor que só você nos ensinou até hoje, e que aí sim com a benção de Deus poderemos finalmente escutar obrigado Papai e Mamãe!

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Hoje a minha anjinha está convidada para uma festa no céu

Hoje o céu está em festa, é dia de grande alegria, pois, há um ano um anjo lindo foi enviado por Deus, cumpriu a sua missão com competência e garra e voltou para sua verdadeira casa! Veio para ensinar sua mamãe e  seu papai que o amor não tem limites e vai além da vida, que pessoas que realmente amamos nunca morrem dentro de nós e que cada segundo é precioso demais.
Hoje a minha anjinha está convidada para uma festa no céu e o aniversariante é o João Miguel, filhinho e anjinho da minha amiga Barbara, vai ter bolo, brigadeiro e muito mais do que a mamãe planejou, pois no céu tudo é melhor, feito por mãos divinas e angelicais...
 Minha querida amiga Barbara, pois é amiga os anjos hoje têm um dia muito especial a comemorar o aniversário de seu lindo príncipe, amiga não se entristeça não, pois com toda a certeza o nosso João Miguel não vai gostar de ver sua mãe chorando nesse dia e nos outros também. Eu sei que é muito difícil e que a saudade é enorme, mas amiga tenta pensar que no Céu ele está protegido de toda maldade, lá só existe felicidade e um dia você poderá comemorar com ele esse dia especial ele apenas se antecipou foi para o lugar que todos querem ir. Como mãe você não queria o melhor para ele? Pois é tem lugar melhor do que o Céu? Para mim não tem. Ele esta no céu junto com Deus e quando a gente olha para o céu sei que ele está nos olhando de lá, e que ele está cuidando de você lá de cima, hoje a estrela brilhara de novo, porque nosso anjo esta de aniversario.
Letícia e João Miguel brincando
 
O céu está em festa e mais iluminado com a presença do seu anjinho por lá, tenho certeza, não fique triste porque ele está com Deus e está feliz com tantos anjinhos a sua volta para festejar com ele o seu aniversário, a minha Letícia deve estar brincando muito com ele, devem ser amiguinhos, você ficou triste quando ele foi para o Céu mas a minha Letícia(a nossa borboletinha) deve ter adorado ter mais um amiguinho para brincar! Alegre o seu coração porque ele não gostaria de vê-la triste. Sei que você gostaria de estar fazendo uma grande festa, mas Deus, em seus mistérios profundos e sua sabedoria, faz com que alguns anjos só venham nos beijar, nos agraciar com sua presença e depois os leva de volta pra junto d’Ele… São mistérios amiga sábios mistérios divinos… eu e você fomos agraciadas com esta visita, com este presente, infelizmente não temos, muitas vezes, a força e a capacidade de entender…
Olha aí a minha Letícia com o João Miguel,não disse que são amiguinhos!


João Miguel Feliz Aniversário,anjinho!

Barbara muita paz na sua vida, muito amor!
Se precisar estou aqui… pode contar com os ombros dessa amiga virtual, viu?!